Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 ESPAÇO - HISTÓRIA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Longair



Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   Dom 14 Jan - 11:47

pois mato é mesmo isso, umas casitas de comercio local e muito mato depois umas cubatas ou palhotas de locais, alguns castelos e fortalezas historicas, quanto ao facto de se dever ter feito a descolonização pelo estado novo, concordo mas dar a independencia a que e a quem, em que condições ou pensam que na altura havia cidades como as que apareceram nos anos 60/70, as estradas etc, quanto á metropole digo e repito foi e é a responsavel de tudo pois as ordens vinham de lá e era de lá quem vinham os bons ou maus mandatários, quanto ao 25 de abr, a tal mudança brusca, minha senhora essa mudança não se compadece de ter condenado 30 a 40 milhões de portugueses á morte por doenças e guerras internas, antes de entrarmos em descontrolo estavamos bem controlados o descontrolo veio da metropole a vergonha e a traição, o abandono, e depois as politicas que estavam a ser implementadas antes foram abandonadas depois Africa se lhe fosse dado mais tempo seria independente em 10, 15 ou 20 anos, progressivamente e hoje seria uma Africa da qual nos orgulhariamos, pois teriamos deixado, potencias economicas ou mesmo autenticas suiças em pleno continente africano que poderiam servir de modelos aos outros paises, mas como sempre a politica estraga tudo, minha senhora hoje em dia ainda há escravatura em africa, ja havia antes de la chegarmos e continua, quanto ao alastramento rápido de doenças, endémico, na altura isso não se passava e quando começava era logo debelado, Africa esta ainda na idade média quando ja deveria estar no séc. 20 pelo menos, quando culpam o estado portugues não metam os colonos que por ca eram assim conhecidos mas por la se consideravam africanos, no mesmo saco, pois não conhecem a historia dos mesmos e mais não os confundam com o exercito colonial pois tb não eram do mesmo saco, antes de se falar de Africa temos que tb ler o que antes se escrevia não o que se "traduzio" depois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   Dom 14 Jan - 12:10

Caro Longair

Estou completamente de acordo consigo

Um bem haja

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   Dom 14 Jan - 14:36

Continuamos a misturar os dois planos Longair. Sim, sei o que são 3 casinhas no meio do Mato. Sim sei o que é o mato com alguns trilhos de terra batida. Sim sei o que é ainda existir hoje troca de produtos, sem moeda. Isso ainda existe, num Brasil, bem brasileiro, escondido dos olhos do turismo, escondido dos olhos da Europa. Amazônia? não. Essa infelizmente não escapa ao desbravamento e à denominada evolução. Estes povos vivem na Idade Média no século XXI? Ainda bem que assim é, até que sejam descobertos e imposta a denominada civilização. E quem disse que evolução é desbravar mato? Aqui, estamos em campos opostos. Eu sou pela preservação do mato. Eu defendo que não há culturas mais ou menos evoluídas, antes diferentes.

Quanto à questão da descolonização em África, caro Longair, não é uma questão de" ler nos livros ". Fui treinada para "ler"documentos escritos e orais e fazer o "meu próprio livro". Testemunhos orais, tive muitos na época do pós 25 de Abril, por quem deixava tudo para trás, e se refugiava na metrópole. Não vivi o "Inferno", mas "ouvi-o", pela boca de muitos que o viveram. Sim...era muito miuda, mas já tinha capacidade para compreender, inquirir e querer saber mais, ao ponto que escrevia todos os testemunhos orais que tinha.

É um facto que a descolonização foi uma vergonha, mas gostava que me desse um exemplo em que Portugal tenha feito algo com pés e cabeça ?

Apenas considero que o Inferno que se viveu, foi o fruto da repressão da guerra infidável contra a independência. Essa guerra nunca deveria ter existido, e no lugar dela, uma descolonização gradual, com pés e cabeça, garantido a segurança de todos,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Longair



Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   Dom 14 Jan - 16:53

uma boa coisa que portugal fez com pés e cabeça foi o não se meter na II guerra mundial e não ser arrastado para a guerra civil espanhola apesar de la terem participado muitos tugas mas mesmo assim eu preferia que o tivesse feito pois hoje seria uma das potencias mundiais Smile agora uma outra coisa que fez munto bem foi quando foi á procura la fora o que não tinha ca dentro, e outra coisa em que usou os pés mas não a cabeça foi o enfiar-se na ce descurando o resto do mundo que sempre lhe abriu as portas ao longo de mais de 500 anos e onde deixamos de tudo, desde odios a amores, mas não, fomos para o mal menos provavel, os que nos enganaram, roubaram, exploraram durante esses 500 anos Smile claro que gostamos sempre mais de quem nos bate, mas ao ponto de sermos comparados a sardinhas como os nossos célebres aliados britanicos e outros tantos nomes dados pelo resto da tão nossa amada europa a que quando entramos no mundo com as nossas feitorias de negócios, vieram atrás roubar, matar, escravizar e claro quem abre a porta ao assassino tb é considerado como tal mesmo que não o seja, mas claro tb por cá houve excessos, afinal somos humanos, mas não nos queiram meter no esclavagismo do sudão nem no canibalismo do centro-africa nem nos massacres do ruanda-burundi, nem no fundamentalismo da somália ou nos massacres do biafra na nigéria ou nas guerras da serra leoa ou liberia ou nos massacres do katanga no zaire agora congo ou mesmo no embroglio que é o actual congo antigo zaire ou nas guerras de casemance ou da costa do marfim e gana, etc....será que foi o portugues de 1500 que fez isso tudo, se é então estamos a dizer que os africanos não passam de crianças com o seu novo doce e que eu saiba não o são e sabem muito bem o que querem Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   Sex 9 Mar - 11:15

D. Afonso Henriques pode ter nascido em Viseu
2007/03/05 | 17:17 PORTUGAL DIARIO
Se situação se confirmar Fernando Ruas irá reivindicar para a cidade o estatuto de terra Natal do «Conquistador»


O presidente da câmara de Viseu, Fernando Ruas, declarou esta segunda-feira que está preparado para «reivindicar» para a cidade o estatuto de terra Natal de D. Afonso Henriques, se um número alargado de académicos for por esse caminho, noticia a agência Lusa.

Frisando não estar disponível para «dar início a qualquer luta» com Guimarães por essa condição, o autarca lembrou que «há coisas com o poder da tradição que acabaram por não ser confirmadas».

«Do mesmo modo, em Viseu, não levamos a mal que haja quem diga que Viriato, conhecido pastor, que se diz ser de Viseu e que, reza a lenda, fez a vida negra às legiões romanas, nunca passou por aqui», disse Ruas, presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Estas declarações foram feitas pouco depois de a agência Lusa ter noticiado a reedição, ainda este mês, de um livro do estudioso Almeida Fernandes, que defende a tese de que D. Afonso Henriques nasceu em Viseu.

A obra, «Viseu, Agosto de 1109 - Nasce D. Afonso Henriques», teve uma primeira edição em 1993 (já esgotada), estando actualmente a segundo a ser impressa.

A polémica tese surgiu, curiosamente, depois de, em 1990, ter sido posta em causa a «tradição» de que Guimarães foi o «berço» do fundador da nacionalidade, com o aparecimento da hipótese de Coimbra, no Dicionário Enciclopédico da História de Portugal, das Selecções do Reader's Digest.

Almeida Fernandes (falecido em Tarouca, em Fevereiro de 2002) refere na sua obra que esta resultou, precisamente, de uma encomenda feita pela Unidade Vimaranense, Associação para o Desenvolvimento de Guimarães e sua Região, de 20 de Abril de 1990, que lhe pediu para «averiguar, se possível, onde nasceu D. Afonso Henriques», um trabalho que seria depois publicado «nos semanários vimaranenses».

«Ao longo de quatro meses, não tive a mínima notícia da sua utilização, nem mesmo a recepção me foi notificada. Deduzo que a solução «Viseu» não agradou, como se a História fosse feita para agradar», comenta o historiador num apêndice em que faz uma longa análise da «manifestação vimaranense» que gerou a sua revelação e onde inscreve a sua célebre frase: «Eu não mamo na História: amo-a».

Sem pretender entrar em «polémicas bairristas», a Fundação Mariana Seixas, de Viseu, que criou em 2004 um prémio anual de história medieval em homenagem a Almeida Fernandes, decidiu reeditar a controversa tese, até porque os 500 exemplares da primeira edição, da responsabilidade do Governo Civil de Viseu, estão há muito esgotados.

Perante a possibilidade de D. Afonso Henriques não ter, afinal, nascido em Guimarães, o presidente da câmara de Viseu, se esta tese for corroborada por um leque alargado de académicos, está disponível para reivindicar para a cidade esse «título».

Ruas confessa mesmo que lhe «agradaria, e de que maneira!», que isso viesse a acontecer, lembrando que «muitos académicos têm vindo a mudar as suas mentes sobre diversos assuntos» e sublinhando que o historiador José Matoso é já um dos que defendem a possibilidade de o ilustre português ter nascido em Viseu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ESPAÇO - HISTÓRIA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ESPAÇO - HISTÓRIA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» COMO AS PESSOAS SÃO ILUDIDAS E MANIPULADAS COM FALSAS PREGAÇÕES: A HISTÓRIA DE MARJOE GORTNER
» Testemunhos Histórias que edificam
» A história é contada por quem está no poder
» Congregação Cristã do Brasil e a história do "Pecado para morte". Caio Fábio Caio Fábio
» mitologia grega: o início

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Nada de Politiquices-
Ir para: