Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 ESPAÇO ACTUALIDADE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 1 Dez - 10:50

Portugal assinala Dia Mundial da Sida com novo programa de combate à doença
Portugal assinala hoje o Dia Mundial da Sida com a apresentação do novo Programa Nacional de prevenção da doença, que vai vigor ar até 2010, continuando desconhecida a verdadeira dimensão da infecção no país

Intitulado Programa Nacional de Prevenção da Infecção VIH/sida e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), o documento vai estar em discussão pública durante o mês de Dezembro, devendo estar concluído em Março, precisou à Lusa o coordenador nacional do combate à doença.

Henrique Barros, que lidera a Coordenação Nacional para a Infecção VIH/sida, defendeu também que a notificação da doença possa ser feita pelos laboratórios, farmácias hospitalares e 18 Centros distritais de Aconselhamento e Diagnós tico, além dos médicos, para contrariar a sub-notificação crónica dos casos de s ida diagnosticados.

De acordo com o último retrato da infecção em Portugal, feito pelo Cent ro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis (CVEDT), do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, registaram-se em Portugal 29.461 casos de infecção pelo VIH entre 1983 e Junho último.

Segundo o Programa das Nações Unidas para a Sida (ONUSida), o número de portugueses infectados pelo VIH pode ser superior, estimando esta entidade que se situe nos 32 mil.

Henrique Barros indica que o país «possui a incidência [novas infecções] mais alta dos países desenvolvidos», tendo dados da Comissão Europeia indicado que Portugal e Estónia foram os dois países da União Europeia que, em 2005, registaram taxas superiores a 200 novos diagnósticos de infecção por VIH por cada milhão de pessoas.

O coordenador nacional salienta também que a «a pior mortalidade por sida» é portuguesa, morrendo três pessoas por dia devido à infecção.

Em Portugal, são várias as iniciativas que assinalam a efeméride, nomea damente uma acção da associação Médicos do Mundo no bairro Quinta do Prior Velho, em Loures, e a assinatura de um protocolo entre as associações de doentes Abraço, Fundação Portuguesa Comunidade contra a Sida e a Sol para o apoio de idosos e mães infectadas com o VIH/Sida.

Nas iniciativas oficiais inclui-se ainda a visita do ministro da Saúde a uma unidade que presta apoio, há dez anos, a cerca de 300 pessoas com VIH/sida , na Costa da Caparica.

No mundo, morreram este ano 2,9 milhões de pessoas devido à doença, 72 por cento das quais na África subsaariana, onde se regista o maior número de casos, com 24,7 milhões de pessoas infectadas pelo VIH.

Segundo a ONUSida vivem hoje com a infecção 39,5 milhões de pessoas, e a transmissão da doença continua a aumentar a nível mundial, ainda que em alguns países surjam sinais encorajadores quanto aos comportamentos sexuais dos jovens e ao acesso a tratamentos.

Desde que foi identificada, em 1981, a sida já matou mais de 25 milhões de pessoas em todo mundo.

Lusa
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=12076
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Dom 3 Dez - 13:16

DIA 3 DE DEZEMBRO

Quando se assinala o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, as associações de deficientes de Portugal dizem que estão de luto. A Associação Portuguesa de Deficientes (APD) considera que não há nada para comemorar, já que estamos a assistir a um retrocesso no processo de inclusão social.

Os deficientes dizem mesmo que o panorama actual é desolador: é mais difícil o acesso à educação, à formação profissional e ao emprego. Há ainda as barreiras físicas e de informação nas ruas e nos edifícios públicos. Mas, acima de tudo, há a registar a perda de benefícios fiscais prevista no Orçamento de Estado para 2007.

Apesar das críticas das associações, o Governo diz que está a lutar contra a exclusão social dos deficientes e prepara-se mesmo para apresentar o Plano de Acção para a Integração das Pessoas Incapacitadas e com Deficiência. IN, TVI

Temos um Portugal em franco retrocesso, a vários níveis. A mentalidade do português, mudou para pior, no que respeita ao respeito pelo próximo. Interessa apenas a "Fachada de país moderno". Realizam-se congressos sobre acessibilidade, barreiras arquitectónicas, e as cidades, continuam a ser idealizadas, só para alguns, esquecendo-se do grande número de pessoas com grau de deficiência. A vergonha está em todo o lado.
Convido alguém a deslocar-se no nosso país, numa cadeira de rodas, e sentirá, o que é não puder ir à repartição de finanças, ao Centro de Saúde, à escola, ou a caminhar por um passeio.
O mundo português, está cada vez mais vaidoso, pois o exemplo vem de cima e vaidade é coisa que o nosso Estado tem para dar e vender.

O Povo que se continue a unir, como tem feito nestes tempos mais recentes, para exigir, igualdade e justiça social para todos.

Bem-Hajam
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Dom 3 Dez - 13:18

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência dedicado à e-acessibilidade
Entender e aceitar a diferença

A promoção do acesso às tecnologias da informação e da comunicação é o repto da edição 2006 do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que hoje se assinala. Proclamada em 1998 pela ONU, a efeméride visa sensibilizar para a compreensão e aceitação da diferença.
Carla Teixeira

A mobilização das sociedades modernas para a defesa da integração e da igualdade, dos direitos e do bem-estar das pessoas portadoras de deficiência deverá passar pela compreensão e aceitação da diferença e pelo aumento da consciência dos benefícios sociais, políticos, económicos e culturais resultantes da plena inclusão dos cidadãos deficientes. Esse é, pelo menos, o entendimento da Organização das Nações Unidas relativamente ao Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que hoje se assinala. Proclamada pela ONU em 1998 e desde essa altura celebrado no dia 3 de Dezembro de cada ano, a efeméride é, na sua edição de 2006, dedicada ao objectivo do pleno exercício dos direitos humanos e da participação social daqueles cidadãos, no âmbito do programa mundial de acção concernente às pessoas com deficiência, adoptado em Assembleia Geral das Nações Unidas em 1982.
O «Dia da E-acessibilidade», como também ficará recordada a celebração deste ano, procura alertar as sociedades para as vantagens significativas que o acesso às novas tecnologias pode permitir às pessoas deficientes e aos que com elas se relacionam, a nível pessoal ou profissional, com as Nações Unidas a apostar na divulgação desse princípio junto dos governos, das empresas e dos cidadãos em geral, já que o acesso às tecnologias da informação e da comunicação permite abolir barreiras físicas e sociais geradas pelo preconceito, pela lacuna de infra-estruturas e pela existência de formatos inacessíveis àquela população, que por vezes inibem a sua participação em determinados projectos sociais.
No âmbito do primeiro encontro mundial sobre a Sociedade da Informação, em 2003, foi expressa pela generalidade dos governos participantes a convicção da importância e da necessidade da construção de uma sociedade da informação inclusiva, centrada na pessoa e voltada para o desenvolvimento, onde todos os interessados pudessem criar, aceder, utilizar e partilhar informações e conhecimentos. No entanto, volvidos três anos sobre essa reunião, muitos cidadãos portadores de deficiência continuam a esbarrar na dificuldade, ou mesmo impossibilidade, da utilização plena de recursos na internet, já que a esmagadora maioria dos sites continua a ser inacessível a quem tem impedimentos visuais, da mesma forma que os cursos de iniciação naquele meio nem sempre são acessíveis a todas as pessoas, e designadamente aos deficientes.

------------------------
Em Portugal
Orçamento contestado
A edição 2006 do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência chega a Portugal num momento de grande contestação por parte das entidades representantes dos cidadãos deficientes ao Governo. É que o OE 2007 retira algumas compensações fiscais àquelas pessoas, que demandam explicações do Executivo. A Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes já fez votos de que o Governo volte atrás na decisão de “reduzir direitos”, exemplificando que, à luz das novas regras, um trabalhador deficiente que tenha um vencimento mensal de 700 euros terá de passar a fazer descontos a que até aqui não era obrigado.

in Primeiro de Janeiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Longair



Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Dom 3 Dez - 15:06

ora ai está uma boa matéria, as pessoas deficientes fisicas ou mais que fisicas, dar uma vida mais humana, social, do que andar-mos atrás da barriga de alguém que não a nossa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 6:30

"MONARQUIA sai mais barata que a República",noticia o jornal espanhol "El Economista"

O jornal espanhol El Economista fez as contas e chegou a uma conclusão:a Monarquia sai mais barata que a República.Uma ideia feita há muito-a de que monarquia,mesmo nos dias de hoje,se confundiria com fausto-cai,assim,por terra.No caso de Espanha,ela sai,aliás,"substancialmente mais barata", a avaliar pelos números que o diário avançou na sua edição de ontem,a pretexto da passagem de mais um aniversário da Constituição do país.

De acordo com os valores recolhidos pelo jornal,que apresenta um estudo comparativo,baseado em números redondos,a Monarquia espanhola exige incomparàvelmente menos dos contribuintes que a Presidência da República francesa ou,num outro plano,a Coroa britânica.

Traduzido em números,algo como isto:o custo oficial da Coroa espanhola,refere o diário,situa-se em 8,28 milhões de euros,montante inscrito no Orçamento do Estado para 2007 como apoio à Família e Casas reais.No global-e da-do que este valor"não inclui os custos de manutenção dos seus edifícios e do iate do Rei Juan Carlos,do parque automóvel da Casa Real ou dos 130 funcionários ao seu serviço"-,esse número deverá elevar-se a 25 milhões de euros/ano.Um valor,mesmo assim,muito abaixo dos 56,3 milhões de euros anualmente concedidos à Coroa britânica e muito próximo dos 23,4 milhões atribuídos ao Principado do Mónaco.

Quando se olha para França,pelo contrário,os números disparam em matéria de cusos relacionados com a Presidência da República:"Aqueles que conseguiram decifrar a complexa contabilidade do Eliseu",escreve o jornal espanhol,"calculam que o seu custo se situe nos 90 milhões de euros/ano.

Da jornalista Maria João Pinto do jornal DN de 06-12-2006
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 6:38

Bom..então se falarmos de Sócrates e seu séquito, nem Luis XV, se lhe compara, lol.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 6:51

Também do DN de 06-12-2006 da jornalista Isabel Lucas

Cresce desigualdade na distribuição da riqueza mundial

Estudo da ONU revela que quem possuir um património de 1700 euros integra a metade mais rica da população mundial.

Metade da população adulta contabiliza,no seu conjunto,cerca de um por cento da riqueza total do planeta.

Os que possuem mais de 50 por cento da riqueza mundial são apenas dois por cento dos adultos mais abastados do mundo.

Possuir bens no valor de 50 mil euros,o preço de um T0 usado em Sintra,chega para pertencer ao grupo dos dez por cento mais afortunados.

Entre os mais ricos do planeta,37 por cento residem nos Estados Unidos da América.Bill Gates da Microsoft é um deles.

Os dez por cento mais ricos da China possuem 40 por cento do património chinêz.Nos EUA,o mesmo número de ricos possui 70 por cento...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 7:25

in:24Horas de 06-12-2006

Salário mínimo nacional no próximo ano fixado em 403 euros

É um acordo que deixou satisfeitos patrões e sindicatos.O salário mínimo nacional do próximo ano será de 403 euros.O que representa um aumento diário de 57 cêntimos.Ficou ainda estabelecido que em 2009 o SMN passe para os 450 euros,chegando a 500 só daqui a quatro anos.

O Governo e os parceiros sociais anunciaram ontem que o Salário Mínimo Nacional (SMN) passará a ser de 403 euros a partir do dia 1 de Janeiro de 2007.O que representa um aumento de 17,10 euros em relação ao valor actual-385,90 euros.Qualquer coisa como mais 57 cêntimos no orçamento diário de quem recebe o SMN.

O acordo assinado ontem prevê ainda um aumento gradual do SMN de forma a atingir os 500 euros no ano 2011.Para lá chegar,segundo as contas apresentadas,o Salário Mínimo será de 450 euros em 2009....

Quase a meio caminho de Espanha

O aumento do Salário Mínimo Nacional português foi superior ao normal,mas mesmo assim ficamos longe do que se ganha em alguns países da Europa:

ESPANHA-631 euros
FRANÇA-1218 euros
REINO UNIDO-1234 euros
LUXEMBURGO-1503 euros

Dá que pensar caros amigos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 7:42

Cara amiga

Tem toda a razão.A nossa República segundo ouvi dizer à tempos e se não estou em erro gastava muito mais que a Família Real Espanhola.

Veja agora a diferença salarial existente entre os dois países...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qua 6 Dez - 12:16

Pedofilia: menores vêm da Letónia IN Portugal Diário

2006/12/06 | 14:31José Milhazes, da Agência Lusa Moscovo
Em 2005 desapareceram 318 crianças letãs. Algumas delas foram enviadas para Portugal como mercadoria sexual. A maioria entrou em redes de prostituição infantil. PJ está a investigar
Portugal é um dos países que importa crianças letãs de uma alegada rede de pedofilia, disse à Lusa, o Centro Contra a Violência da Letónia (DARDEDZE), uma organização defensora dos direitos da criança.

Em declarações à agência Lusa, Inguna Rauda, dirigente do Centro Contra a Violência, afirmou que «no ano passado, na Letónia, desapareceram 318 crianças, desconhecendo-se, actualmente, o paradeiro de 14».

Inguna Rauda acrescentou que «algumas dessas crianças foram enviadas para Portugal como mercadoria sexual», e que a «Turquia, Alemanha e Espanha são outros países de escoamento de mercadoria viva». «A maioria das crianças que foram parar a Portugal entraram em redes de prostituição infantil», disse.

A Polícia Judiciária já contactou as autoridades da Letónia para recolher informações sobre esta situação.

A informação foi prestada à agência Lusa por um director da Direcção Central do Combate ao Banditismo (DCCB).

«A situação noticiada não era, até ao momento, do conhecimento do DCCB. Iniciámos, entretanto, diligências junto das autoridades da Letónia no sentido de confirmar, ou não, o assunto. Se for caso confirmado avançamos com uma investigação», disse a mesma fonte à Lusa.

Inguna Rauda revelou à Lusa que a organização onde trabalha colabora com «organizações portuguesas de protecção da infância, no âmbito do projecto internacional da Comissão Europeia Childoscope».

O Centro também está a acompanhar o caso do cidadão português que se encontra detido em Riga, desde o dia 01 de Junho, acusado de pedofilia. «Não só acompanhamos as investigações de perto, como também trabalhamos directamente com as alegadas vítimas do português» - revelou Ingura Rauda.

O julgamento do cidadão português, de 29 anos, detido em Riga e acusado de alegados «abusos sexuais de menores» vai começar dia 18 deste mês. Segundo o diário letão Diena, «o português entrava no país como turista, nunca ficava em hotéis, preferindo residir em apartamentos antecipadamente alugados».

O mesmo jornal escreve que o português procurava as suas vítimas menores em ciber-cafés e nas estações ferroviárias e rodoviárias. O jornal da Letónia refere que o português incorre numa pena de cinco anos de prisão, por violência sexual sobre menores, e mais três anos por actos violentos.

..............................................................................................Quanto ao tema pedófilia, só posso dizer, gente dessa nunca mais andava à solta. Ficariam presos e obrigados até ao fim da vida a fazer trabalhos comunitários de risco, já para não falar em certo tipo de castigo.

No Brasil, todo aquele que é preso por pedófilia, é morto imediatamente pelos outros prisioneiros e os agentes nem intervêm. Já para falar nos que chegam a ser presos e não são logo linchados pela população.

Bem-Hajam
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sab 16 Dez - 6:00

100 ratos num avião

Um passageiro de uma linha aérea da Arábia Saudita lembrou-se de levar para dentro do avião uma mala cheia de ratos.Os bichinhos fartaram-se de estar fechados e decidiram apanhar ar fresco,para desespero dos ocupantes do aparelho.Segundo relatos do jornal "Al-Hayat",citados pela BBC,soltaram-se cerca de 100 roedores e alguns deles andaram a passear sobre a cabeça dos viajantes,que faziam o percurso entre Riade e Tabuk.Houve gritos,correrias,choros e muita confusão.Tudo a 8500 metros de altitude.Depois de o avião ter aterrado,o dono dos ratinhos foi detido pela polícia para interrogatório.Para explicar como conseguiu iludir as autoridades e entrar a bordo com tão inusitada mercadoria...

in 24Horas de 16-12-2006
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Seg 18 Dez - 7:31

Títulos e comendas

A polícia britânica interrogou o primeiro-ministro Tony Blair,durante cerca de duas horas,no âmbito das investigações em curso sobre as suspeitas de um negócio de títulos nobiliárquicos.

É a primeira vez que no Reino Unido um primeiro-ministro,ainda para mais em exercício,é chamado a "ajudar a Scotland Yard"em investigações criminais.

O caso foi levado à justiça depois de levantadas suspeitas a indícios de alguns financeiros e industriais terem apoiado o partido que suporta o Governo,aceitando "emprestar" avultadas somas solicitadas para dispendiosas campanhas,para serem posteriormente agraciados com títulos nobiliárquicos que,por proposta do Governo,a monarquia lhes concedia.

Sem desmerecer a pinderiquice nacional,e mal comparado,este caso seria o mesmo se a Polícia Judiciária se pusesse agora a investigar o que poderia estar por detrás dos quilos de condecorações que Sampaio distribuiu quando esteve em Belém,dando comendas e oficialatos a torto e a direito,já que cavaleiros,condes e barões não podia armar.

in 24Horas na 25ªHora de Joaquim Letria do dia 18-12-2006
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Seg 18 Dez - 10:22

LOL, o artigo está demais. Isto Realmente, lol. A criatura humana é mesmo um poço de vaidade, e há sempre quem se aproveite disso. O que não se fez por um titulo, lol.

Um abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qui 21 Dez - 14:56

Gays pedem formação para juízes
2006/12/20 | 11:55 || Judite França in Portugal Diário
Contra a homofobia e pelo conhecimento da lei. Associação de Juízes considera que violência doméstica entre casais do mesmo sexo não é crime. ILGA recorda que parecer jurídico ignora lei que prevê uniões de facto.

A Associação Sindical de Juízes considera que não pode haver crime de violência doméstica quando o casal é composto por duas pessoas do mesmo sexo, escreve hoje o Diário de Notícias. Pedro Albergaria, um dos autores do parecer, diz que não estando previsto no Código Civil o casamento de pessoas do mesmo sexo, não se pode estabelecer no Código Penal que a violência entre casais homossexuais constitua um crime específico dos relacionamentos conjugais ou paraconjugais.

O tema acordou a ILGA (Associação Internacional de Gays e Lésbicas) que, no entanto, não se surpreende com as conclusões e reclama por «formação para as áreas-chave da sociedade, como a Justiça».

Paulo Côrte-Real, porta-voz da associação, reivindica «uma política pública contra a homofobia». Ao PortugalDiário, a ILGA considera que este parecer é «um impedimento efectivo no acesso à justiça por parte de alguns cidadãos» e recorda que este trabalho de formação da opinião pública relativa ao tema dos homossexuais estava previsto no programa eleitoral do PS e «acabou por ser esquecido».

Enquanto no parecer da Associação, os juízes consideram que «a protecção da família enquanto composta por cônjuges do mesmo sexo tem um notório - e apenas esse - valor de bandeira ideológica, uma função, por assim dizer, promocional», já Paulo Côrte-Real enaltece a posição de Rui Pereira, coordenador da Unidade de Missão para a Reforma do Código Penal, que discorda do parecer jurídico lembrando que «há pessoas do mesmo sexo a viver em união de facto», situação que a lei já prevê. «Se há violência nessa relação, a tutela jurídica não pode fechar os olhos».

Segundo o coordenador da Missão para a Reforma do Código Penal, se assim fosse «nenhum homem poderia apresentar queixa por levar pancada de outro homem em qualquer circunstância, ou uma mulher por ser agredida por outra mulher».

Rui Pereira disse ainda, em declarações ao Diário de Notícias, que «foram preocupações da revisão do Código Penal a consagração da igualdade na prática, no que respeita à orientação sexual, de acordo com a norma constitucional».

Apesar de o parecer não ser vinculativo, o porta-voz da ILGA desabafa a sua preocupação ao PortugalDiário: «Convém que, por maioria de razão, os juízes cumpram a lei e a Constituição e conheçam o que foi legislado em 2001 - com as uniões de facto - e em 2004 com a norma constitucional, a que Rui Pereira se refere.
"
Realmente, somos mesmo um país de dementes, lol. Só há violência doméstica entre Homem e Mulher, entre HOMEM, HOMEM, ou Mulher, Mulher, já não é Violência doméstica, LOL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 22 Dez - 5:02

Esta nem brada aos céus!!!

Aonde está a isenção da justiça???

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 22 Dez - 5:19

E os GRANDES PORTUGUESES são...

A RTP já tem em sua pose a lista das dez figuras que foram mais votadas no âmbito do programa "GRANDES PORTUGUESES".Neste lote final,a que o 24Horas teve acesso,as principais conclusões que podem retirar-se são que nenhum dos eleitos está vivo,não existem mulheres e não há personalidades ligadas ao desporto.

Só durante o mês de Janeiro é que o canal público de televisão vai apresentar as 10 personalidades que serão submetidas à segunda fase de votação,mas o 24Horas sabe que os escolhidos são,por ordem alfabética:

Álvaro Cunhal
António de Oliveira Salazar
Aristides de Sousa Mendes
D.Afonso Henriques
D.João II
Fernando Pessoa
Infante D.Henrique
Marquês de Pombal
Vasco da Gama
Luís de Camões ou Egas Moniz(não têm a certesa,de qual é)

Os nomes apresentados não têm qualquer ordem de preferência,uma vez que estas personalidades serão agora submetidas a uma segunda votação,da qual irá sair o GRANDE PORTUGUÊS....

in 24Horas de 21-12-2006
dos jornalistas Sérgio Krithinas e Tiago Silva Ferreira
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin


Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 22 Dez - 6:52

RosaLatina escreveu:
...Contra a homofobia e pelo conhecimento da lei. Associação de Juízes considera que violência doméstica entre casais do mesmo sexo não é crime.

LOLOLOLOLOLOLOLOL

Esta então é de morte... Agora se um homem bate numa mulher é crime e um homem bater num homem ou mulher numa mulher não é... fico com a dúvida se uma mulher bater num homem é crime ou não?

LOLOL

Esta deveria ser passada para o tópico relativo aos Casamentos Gays e falar-se de mais um exemplo claro de discriminação legal sobre direitos cívicos.

IzNo

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 22 Dez - 14:30

[quote="IzNoGuud... fico com a dúvida se uma mulher bater num homem é crime ou não?

LOLOL

IzNo[/quote]

Sim, Caro, Iz. Se uma mulher, bater no companheiro, é da mesma forma considerada violência doméstica, e punida pela mesma Lei.

Um abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 16 Fev - 13:19

Mar pode cobrir Lisboa
2007/02/16 | 17:04

Se o aquecimento global provocar um degelo severo no Ártico, diz Quercus


Se o aquecimento global provocar um degelo severo da calote polar do Ártico, a baixa de Lisboa poderá ficar submersa em seis metros de água dentro de poucas décadas.

O alerta foi lançado esta sexta-feira pela associação ambientalista Quercus que, para assinalar o segundo aniversário da entrada em vigor do protocolo de Quioto, colocou no arco da Rua Augusta uma régua com sete metros de altura com marcas da subida do nível do mar estimadas em vários cenários.

«A subida mais provável do nível do mar, quer à escala mundial quer em Portugal, estimada em estudos científicos é de 1,10 metros até 2080, mas o que é facto é que se houver um degelo do árctico, temos uma subida de seis metros, quase metade da altura do arco da Rua Augusta, em 34 anos», disse o dirigente da Quercus Francisco Ferreira.

Para a organização ambientalista, as alterações climáticas e o aquecimento global são «o principal problema, não só ambiental, mas também social e económico, que a Terra enfrenta».

O alerta lançado hoje pela Quercus pretendeu também lembrar que Portugal «tem ainda muito trabalho a fazer» para cumprir os limites de emissão de gases de estufa impostos pelo protocolo de Quioto.

Nos termos do protocolo, até 2012 Portugal poderá aumentar as suas emissões em 27 por cento, em relação aos níveis de 1990, mas, como lembrou hoje Francisco Ferreira, em 2004 as emissões de Portugal estavam cerca de 41 por cento acima dos níveis de 1990.

«Este assuntos ainda não ganhou o peso político que gostaríamos», afirmou o dirigente da Quercus.

Franscisco Ferreira defendeu que ao assumir a presidência da União Europeia no segundo semestre deste ano, Portugal «tem que dar o exemplo e colocar o tema das alterações climáticas na agenda política».

«É preciso passar à prática muitas das medidas que têm sido anunciadas», adiantou.

O Protocolo de Quioto sobre alterações climáticas foi negociado em Dezembro de 1997 e entrou em vigor a 16 de Fevereiro de 2005, com celebrações da comunidade internacional.

À data de entrada em vigor o acordo fora já ratificado por 141 países, 30 dos quais industrializados, apesar de o país mais poluidor, os Estados Unidos, se ter mantido de fora.

E esta ....é o regresso ao passado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Reiziger



Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Sex 16 Fev - 16:00

IzNoGuud escreveu:
RosaLatina escreveu:
...Contra a homofobia e pelo conhecimento da lei. Associação de Juízes considera que violência doméstica entre casais do mesmo sexo não é crime.

LOLOLOLOLOLOLOLOL

Esta então é de morte... Agora se um homem bate numa mulher é crime e um homem bater num homem ou mulher numa mulher não é... fico com a dúvida se uma mulher bater num homem é crime ou não?

LOLOL

Esta deveria ser passada para o tópico relativo aos Casamentos Gays e falar-se de mais um exemplo claro de discriminação legal sobre direitos cívicos.

IzNo

Ser crime é, não é é crime de violência doméstica. Quanto muito ao abrigo da Lei vigente será crime de atentado à integridade física.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qui 1 Mar - 14:28

Toneladas de comida chinesa apreendidas
2007/03/01 | 13:50 PORTUGAL DIÁRIO
Alimentos sem higiene e proibidos. Uma «ameaça» para a saúde pública

A Direcção-Geral das Alfândegas e dos Impostos sobre o Comércio (DGAIEC) apreendeu, quarta-feira, 16,135 toneladas em produtos alimentares provenientes da China com «notória falta de higiene», na Alfândega Marítima do porto de Lisboa, noticia a Lusa.

«As mercadorias apreendidas estavam acondicionadas num contentor e tinham como destino a introdução no consumo no território da União Europeia (UE)», refere o organismo em comunicado. Segundo a DGAIEC, «a introdução da mercadoria iria ser feita através de falsas declarações quanto à qualidade, para além de não ser apresentada a adequada documentação de certificação».

Entre a mercadoria apreendida encontravam-se aves de capoeiras originárias da China, cuja importação é proibida, no âmbito das medidas de prevenção em face da febre aviaria (5.764 quilogramas de carne de pato cru, 3.310 quilogramas de galinha crua e 2.380 quilogramas de pele de ganso).

Além disso, foram apreendidos 4.681 quilogramas sem certificação sanitária, desde camarão, enguias, amêijoas, preparações de carnes, preparações de peixe a amendoim.

O contentor foi seleccionado pelos funcionários alfandegários utilizando critérios e técnicas de análise de risco para ser sujeito a controlo documental e físico no momento do desalfandegamento.

As mercadorias apresentavam ainda «notória falta» de higiene, estavam precariamente acondicionadas e destinavam-se a ser introduzidas no consumo sob falsas declarações, uma vez que eram declaradas como legumes e frutos.

Para a DGAIEC, por se tratarem de produtos alimentares a sua importação constituiria uma ameaça à saúde pública, salienta-se no comunicado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Dom 4 Mar - 9:02

in DN de 04-03-2007

Tropa suíça entra no Liechtenstein e pede desculpa pela breve invasão

Era um simples exercício militar,mas transformou-se numa invasão.Um batalhão de 170 soldados suíços atravessou a fronteira com o Liechtenstein,na noite de quarta para quinta-feira,e só se deu conta do erro dois quilómetros mais à frente.Timidamente,voltaram para trás."Estava tão escuro",admitiu um militar suíço ao jornal Blick,que relatou o caso da "invasão" mais breve da história.

As autoridades do Principado do Liechtenstein,o sexto país mais pequeno do mundo (160 km2,ligeiramente menor que a ilha do Faial),reconheceram que só souberam da "invasão" depois de serem informados pela Suíça."Não nos atacaram com helicópteros ou algo assim",afirmou o porta-voz do Ministério do Interior,Markus Amman,justificando o facto de nenhum dos 34 mil habitantes do principado ter feito soar o alarme.O insólito ocorreu em plena floresta alpina,numa região em que a fronteira não está demarcada.

O incidente que envolveu o exército da tradicionalmente neutral Suíça não afectou as relações entre os dois países.Em Dezembro de 1985,o caso foi contudo diferente.Durante um exercício da artilharia suíça,vários rockets foram desviados da sua trajectória por uma forte tempestade,indo cair do outro lado da fronteira.Parte da floresta de Bannwald,que é paisagem protegida,ficou destruída por um incêndio provocado pelos projécteis.Após um longo diferendo diplomático,Berna acabou por desembolsar vários milhões de francos suíços em indemnizações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Ter 6 Mar - 15:02

in DN de 06-03-2007

Índios "Cherokees" expulsam negros

Os índios cherokees aprovaram a expulsão dos descendentes de escravos negros da sua tribo.Com uma maioria de 77% dos votos,os membros da segunda maior tribo dos EUA,depois dos navajos,optaram pela revisão da Constituição tribal,de modo a limitar a cidadania apenas a índios puros.Mas,enquanto os defensores desta medida afirmam que apenas os "verdadeiros cherokees" têm o direito de decidir quem pertence à tribo,os seus oponentes consideraram esta decisão racista.Os cherokees adoptam assim a velha máxima sulista de que basta uma gota de sangue negro para que qualquer indivíduo seja racialmente classificado como negro.

Muitos vêem neste escrutínio apenas uma forma de limitar o acesso dos negros às vantagens fiscais e subsídios reservados aos membros da Nação Cherokee.Com mais de 250 mil membros e um forte crescimento demográfico,os cherokees,tal como todas as tribos oficialmente reconhecidas pelo Governo dos Estados Unidos,recebem subsídios federais e beneficiam,nas zonas tribais,de assistência médica e de apoios à habitação e educação.

Até à Guerra Civil,os negros encontraram nos índios aliados naturais.Quando os escravos fugiam das plantações,era nas aldeias índias que encontravam refúgio,onde eram aceites como iguais e muitas vezes constituiam família.Essa aliança foi fundamental nas guerras travadas contra a invasão de terras por colonos brancos.

Quando a Guerra Civil terminou,em 1865,muitos negros continuaram a viver com as tribos,tendo alguns deles casado com índios.São os seus descendentes-bem como os descendentes de outros casamentos mistos-que os cherokees querem agora expulsar.

Interrogado sobre o resultado da votação de ontem,o chefe Chad Smith sublinhou que "o povo cherokee exerceu o seu direito democrático mais básico,o direito de voto".Smith garantiu ainda que "a decisão sobre quem deve ser cidadão da Nação Cherokee foi muito clara.E não pode ser alterada".Mas esta opinião está longe de ser partilhada por todos os dirigentes da tribo.Taylor Keen,membro do concelho tribal,criticou fortemente o resultado do referendo e considerou esta votação como "um dos momentos mais tristes na história dos cherokees".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Ter 6 Mar - 15:09

Essa das purezas raciais.....não gostei. Até porque já não existem "raças puras" e ainda bem. É triste é que ainda exista essa ideia e partindo dos índios...hummmm, muito estranho. " Esse mato tem onça".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   Qui 8 Mar - 13:54

in MM nº941 de 08-03-2007

8 de Março Dia Internacional da Mulher
Porquê o dia 8 de Março

Neste dia,do ano de 1857,as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve e ocuparam a fábrica,para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para dez horas.Estas operárias,que nas suas 16 horas recebiam menos de um terço do salário dos homens,foram fechadas na fábrica onde,entretanto,deflagrou um incêndio e cerca de 130 morreram queimadas.Em 1910,numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca,foi decidido,em homenagem àquelas operárias,comemorar o 8 de Março como Dia Internacional da Mulher.de então para cá,o movimento a favor da emancipação feminina tem tomado forma,tanto em portugal como no resto do Mundo.o grande objectivo deste dia é chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa,perceber o seu papel na sociedade,contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos ao sexo feminino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ESPAÇO ACTUALIDADE   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ESPAÇO ACTUALIDADE
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Espaço do leitor Realidade CCBREALIDADE O SITE MAIS DEMOCRÁTICO DO BRASIL
» Espaço do leitor Realidade
» espaço para postar charges animadas
» Aborto e Canibalismo, tudo a ver. Então entendi... Aborto, fim da Fome, dinheiro no bolso, etc... e o Diabo ganhando espaço.
» ESPAÇO RESERVADO PRA FALAR DE CARROS

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Nada de Politiquices-
Ir para: