Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Casamentos Homosexuais com um "twist"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
IzNoGuud
Admin


Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: Casamentos Homosexuais com um "twist"   Ter 26 Jun - 6:50

Reiziger escreveu:
Quem venha a ver isto, no futuro, ainda vai achar que
nós os dois temos um caso! Pá posso ser sensível, mas há coisas que não
abrem nunca, mas nem que a vaca tossa!! Laughing



Então não deves nunca ter "engolido" supositórios Laughing

Reiziger escreveu:
Os
espaços da net são muito sectários, uma poll virtual carece sempre do
outro ângulo, pois que as pessoas juntam-se por critérios de
interesse.



Isso dependeria da forma como fosse apresentada e/ou espalhada a poll, creio eu...

Reiziger escreveu:
Para
estes lados da net, só a ideia que um futuro Rei pudesse ser bilha e
casar com um "Raínha" arrepia muito pêlo. Lá se ía a ideia liturgica da
família modelo, do casal real perfeito e cheio de putos loirinhos e
lindos!



Meu caro, para mim um Soberano Homossexual em nada mexe comigo.

Ele que fosse feliz da forma que bem entendesse.

Outro haveria de o suceder é tão simples quanto isso.

O problema é que se parte de pressupostos e os monárquicos estão-se a
limitar cada vez mais a uns quantos, defendendo-os de uma forma que
cada vez mais não lembra a ninguém.

Há uns anos atrás não aceitariam sequer uma Rainha que não fosse Nobre, hoje já aceitam uma Rainha e ponto final.

Olhe-se para a Casa Real da Dinamarca, Holanda, etc.. Os tempos mudam e
as monarquias mudam com elas ou vão de barco. Portugal nem monarquia
tem e acham-se com direitos de defender situações "tradicionais",
porque são tradicionais, como se isso significasse algo mais...



Wink Ou somos livres ou então não vale a pena estarmos a lutar por um
Portugal diferente, se este nos reduzir a meros fantoches e o Rei é a
cara visível de tal situação.

Reiziger escreveu:
Pessoalmente
tenho vindo a aceitar a condição da homossexualidade com maior
abertura, muito porque fui confrontado com amigos que o são e que não
fazia sentido deixarem de o ser, apenas porque são homossexuais. Como
amigos que são desejo-lhes o melhor, a maior felicidade e tudo aquilo
que desejo a todos os outros que são heterossexuais. Terão eles direito
a ter tudo o que eu tenho? Sem a menor das dúvidas. Poderão eles ter
tudo o que eu tenho? Sim dúvida, também...



Muito bem e concordo em tudo. É esta a ideia que temos de defender de
igualdade entre Portugueses, afinal somos todos Portugueses e os
Portugueses são todos iguais entre si, pelo menos eu ainda acredito
nisso.



Um abraço,



IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Casamentos Homosexuais com um "twist"   Dom 8 Jul - 18:42

Tomo a liberdade de passar a transcrever uma crónica que saiu na revista de sábado do jornal 24 Horas, dia 07-07-07, da bióloga/escritora Clara Pinto Correia-O Fio da Navalha-

Aos nossos orgulhos

Tenho um amigo, um jovem da minha idade, que é advogado, é gay, e adoptou há tempos uma menina asiática de três anos.Perguntei-lhe se fantasias como a Gay Pride Parade contribuiriam mesmo para sensibilizar o país para os dramas da homofobia. Ele mandou-me uma resposta que me comoveu até às lágrimas e que passo a partilhar convosco alguns excertos. Não podia estar mais de acordo.

"Olha, Clara, em portugal tu tens tipos como o José Mattoso a dizer no 'Expresso', em Abril, numa entrevista:

-Mas ainda se revê no partido?

-Já não me revejo e não me sinto obrigado a ser um militante que apoia todas as suas iniciativas ou colabora nas suas estratégias ou orientações. Quando denuncia as coisas erradas estou com o Bloco, mas se resolve lutar pelo casamento entre homossexuais estou contra o Bloco.

O que tento dizer-te é que as coisas passam mais pela parte emocional individual, e estes tipos tão modernos, de esquerda, tão humanistas e progressistas tropeçam que nem tordos nestas nestas questões elementares dos direitos humanos. É tão emocional (e educacional) que não conseguem ter distância para perceber que estão a assassinar conceitos elementares de democracia como é o respeito pelos outros.

Repara, um tipo e uma tipa que se abracem é amor, se forem dois tipos é exibicionismo e estão a impôr aos outros o seu estilo de vida...Se um tipo coça os tomates, escarra para o chão e diz a uma gaja que a comia toda é um castiço, enquanto um tipo que se pavoneia e se 'parte todo' a andar e com gestos femininos é uma vergonha e merecia um linchamento. Faz-me lembrar aqueles grupos católicos nos EUA que são contra uma lei contra os crimes de ódio porque vai contra o seu direito democrático a lutarem contra a homossexualidade...

Por isso, percebo que faça sentido a saída de notícias sobre o tema, de vulgarização do tema, de convívio com o tema. Quando eu fui pai nem se falava sobre pais homossexuais. Agora até já há sndagens sobre o casamento e adopção gay.

Nunca me entusiasmaram as manifestações de massas, mas percebo que façam sentido, politicamente falando. Do ponto de vista mediático é eficaz. Claro que há o folclore, que é o que as televisões vão querer captar, mesmo que sejam só 10 travestis,em mil pessoas...

Nunca desejei ser "tolerado" por ninguém. O que eu gostava mesmo era que um dia eu tivesse o direito à indiferença se estivesse abraçado ao meu companheiro na rua e lhe desse um beijo.

Quando expliquei à Catarina que havia pessoas que não gostavam de outras por terem outra cor da pele, de outro clube de futebol, de rezarem de maneira diferente, de serem de outro país ou por namorarem pessoas do mesmo sexo, ela respondeu-me com a pergunta:
'-Mas eles não sabem que a coisa mais importante é o amor?'

Mas a Catarina é uma criança de 6 anos, não é um intelectual com a craveira do José Mattoso."

---

Efectivamente, não posso deixar de estar em completa sintonia com este advogado e a sua filha:O Amor, é a coisa mais importante do Mundo,se houvesse de facto amor entre todas as pessoas, não haveria o que vemos à nossa volta a todos os níveis.

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Casamentos Homosexuais com um "twist"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
 Tópicos similares
-
» [Pascoa 2010] Fotos dos "coelhos" recebidos
» "MAGUILA" O LUTADOR DE BOXE é evangélico da CCB
» Tecnica da "Reza" - Aplicação de Gel
» PECADO >>>>>> "todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" e "o salário do pecado é a morte
» O "status" de cooperador de jovens na ccb

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Porque a Monarquia também é Política-
Ir para: