Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Iniciativas?

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Necessidade de Tomar a Iniciativa   Qui 21 Dez - 6:10

Caros amigos,

Procurando relançar este tópico e tema...

Os muitos escandâlos que têm acontecido na vida política portuguesa, associados à ineficácia dos inúmeros Governos, destabiliza o presente regime.
Não podemos assim perder a oportunidade que nos é dada, perdendo tempo em questões "acessórias".

O que é necessário para que o Movimento Monárquico invista numa infrastrutura, a qual apresente aos portugueses respostas e propostas?

Não podemos ou devemos apresentar moções, apreciações, subscrições sobre assuntos que não os ligado ao regime, mas de interesse para os portugueses e para a nação?

Não seria esta uma forma de apresentarmos aos portugueses um Movimento Dinâmico e interessado?

Foi sugerido que os nossos elementos subam dentro das estruturas partidárias já existentes (num tópico do fórum Monarquia-Portugal, agora Democracia-Real) e que então promovam acções (concertadas ou não) de sensibilização, etc..
Mas tal opção não irá misturar os monárquicos com os republicanos?
Afinal, determinada acção/situação terá sido desencadeada por um ou N partidos e não pelos monárquicos. Logo, continuará a não haver um destaque para a nossa última causa.

A proposta apresentada, não deixa no entanto de ser uma proposta válida, mas que creio ser insuficiente para o objectivo a que nos propomos.

Precisamos de um Gabinete de Imprensa, de um Jurídico, um Económico, pelo menos destes. E todos com carta branca por parte do movimento, para que possam apresentar (em tempo útil) as ideias e propostas do Movimento, ou pelo menos, dos monárquicos.

Isto equivaleria a um escalar da presente situação.
Emitir estudos, propostas, opiniões relativas às acções partidárias, governamentais ou mesmo presidenciais.
Sugerir respostas, muito muito importante, mas respostas viáveis e não utópicas como é hábito dos partidos que não esperam ganhar as eleições.

Temos gente para o fazer, meios técnicos não são complicados, qualquer pc com o messenger serve para que nos reúnamos e discutamos as nossas ideias. Precisamos é de um sinal para avançar e de gente disposta a arregaçar as mangas.

Quais as opiniões das Reais quanto às sugestões que aqui e noutros lugares são feitas? Qual a opinião dos membros dos Fóruns? Quem se levanta?

Um abraço,

IzNo

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Qui 21 Dez - 14:31

pois falta isso caro izno, tanto emproar e nada se ve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
vm

avatar

Número de Mensagens : 59
Data de inscrição : 23/07/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Qui 21 Dez - 17:42

Para ver como as coisas estão basta visitar o site da Casa Real... uma vez aí, e reforço que este é o site OFICIAL da Casa Real, tem na secção de ligações tem um link para a página pessoal do Duque de Bragança (www.duque-de-braganca.com ou algo assim), página essa que não existe há muito muito tempo.... se as coisas oficiais são assim como é que ´havemos e ter um movimento funcional e coordenado. O exemplo tem de vir de cima...

Quanto a tradicionalistas e restantes, na minha opinião é perfeitamente possível se os ditos democratas se deixarem de complexos de culpa e de repetir que a monarquia é o mais democrático que existe, e os tradicionalistas de deixarem de extremismos. É absolutamente essencial definir os pontos comuns e trabalhar a partir daí. As guerras têm de acabar não para criar uma unica corrente de pensamento, já que não é isso que se pretende para Portugal no futuro enquanto democracia saudável e activa, mas essencialmente acabar com o desgaste que cria. É provável que as cupulas monárquicas, principalmente do lado 'duartista' não percam muito tempo com isso mas ao nível das bases, onde normalmente se encontram os mais papistas que o Papa (até porque assim podem agradar aos chefes!...) que este desgaste se dá....

A forma de Governo e mesmo a sucessão são assuntos a tratar depois da restauração pela futura Assembleia, de acordo com o definido por uma nova Constituição...claro que a existência de um líder, de uma referência (e não um Rei porque estamos em República, a não ser que queiram arcar com a responsabilidade de ter um Rei aclamado e aí lutar activamente e de forma decisiva pela restauração) é um factor importante de coesão e definição de prioridades... mas a luta monárquica deve centrar-se em redor de ideais e não de pessoas...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rider

avatar

Número de Mensagens : 67
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Qui 21 Dez - 18:00

Boa noite,

Eu penso que falta sobretudo vontade. Força de vontade para avançar com um projecto que vai pôr, sem dúvida, o país a comentar, pois o movimento tem-se encontrado pouco activo, e muitos, nem conhecem a sua existência.

As potencialidades existem, não estão é a ser aplicadas devidamente.

Bem hajam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Sex 22 Dez - 13:01

concordo caro Rider
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Sab 23 Dez - 13:11

Não é só a vontade que falta. É também alguma "vergonha", em difundir a monarquia, quando o povo lê comentários dos monárquicos tradicionalistas, e o comentário pronto, é logo, "Para pior já basta assim".

Um abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rider

avatar

Número de Mensagens : 67
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Sab 23 Dez - 13:20

Cara RosaLatina,

Concordo consigo. A imagem que o movimento monárquico passa, não obstante algumas excepções como D. Duarte, é de um movimento hostil aos modelos estatais actuais.

Assim, torna-se difícil a adesão da população.

Bem haja.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Ter 26 Dez - 6:28

hum ta faltando emitir um Jornal Realista tipo "O 1910", uma rádio Futurista tipo " Futuro FM" e um canal TV de caris Lusitano Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Situação onde podemos questionar a acção governativa dos ...   Ter 2 Jan - 5:53

Situação onde podemos questionar a acção governativa dos diversos Executivos.

Onde podemos ver um plano de desenvolvimento para a Nação a longo prazo?
Quando vemos todos os executivos rejeitarem o plano anterior executivo excepto se este era do mesmo partido, e mesmo isso já eu vi, e implementarem um novo plano da sua autoria o qual necessitará no mínimo de 3 a 4 mandatos governamentais até ser totalmente implementado, dando apenas alguns resultados (os quais até poderão ser inicialmente negativos por N factores). Agora, que partido se mantêm a governar 4 mandatos? Nenhum.

Logo, porque não procurar concertar os esforços de TODOS os partidos de modo a que elaborem um objectivo para os próximos 10 anos (ou mais) e criarem se possível um plano comum a ser seguido, sendo que os Governos seriam assim no fundo julgados pela sua eficácia/ineficácia quanto ao seguimento do mesmo plano e os partidos procurariam convencer os eleitores quanto às suas capacidades de avançarem na execução do mesmo.

Quais as razões que levam ao investimento maciço nas regiões norte e centro relegando o Sul para a exploração turística (mas sem se procurar melhorar as condições de acesso ou sustentação do mesmo) no caso do Algarve. E no caso do Alentejo onde quase abandonando este à exploração agrícula, a qual sem apoios, incentivos ou ideias (e de preferência as 3 combinadas para que não se deite dinheiro fora), se encontra cada vez mais sob a alçada da depradação espanhola.

Onde está o desenvolvimento rodoviário que permita o desenvolver do sul?
A ligação férrea com qualidade, ao Porto de Sines e deste para Espanha (e o resto do País) que transformaria o mesmo na nova porta (e nada sobrecarregada) de entrada na Europa de mercadorias?

A aposta nas novas tecnologias que permitiriam reduzir a nossa dependência energética do estrangeiro? Mediante paineis solares, centrais eólicas, aproveitamento das marés, mini-hidroeléctricas (pela serra algarvia, que assegurariam o fornecimento de água e a produção de energia para além de ajudarem a estabilizar as espécies naturais da zona oferecendo-lhes pontos fixos de acesso à água).

Para quando uma reforma escolar que dure mais do que 2 anos lectivos?
Quando se avaliam os programas escolares e se compara com a realidade e se vê que a qualidade do mesmo é em muito inferior à que se desejaria (o que põe em causa tanto os alunos como a preparação destes como os Professores pelas mesmas razões) e nas Universidades, por exemplo onde é notória a falta de uma estrutura de apoio/incentivo aos alunos e elabore controlos de qualidade credíveis aos Professores das mesmas.
Posso até dar o exemplo de uma Professora Univ. que achava que X levantado a Y era igual a X vezes Y e não X vezes X, Y vezes.

Não defendo um Estado Fechado sobre si, mas defendo um Estado vigilante que patrocine a Igualdade de concorrência ou de pelo menos permitir que as Empresas Nacionais possam sobreviver e assim investir sem que estejam preocupadas com as medidas que o Governo se lembre de modo a este "enganar" a UE, fingindo atingir défices impostos que na realidade só são atingidos mediante contas fabricadas.
Invista-se em Portugal.

Um abraço,

IzNo

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Proposta de Trabalho   Ter 2 Jan - 6:18

Proposta de Trabalho

O da criação de uma Base Comum Ideológica (BCI) que defina o Movimento Monárquico (MM) e o que o mesmo se propõe a fazer.

Esta BCI, permitirá a realização de panflectos que contenham a informação do que defendemos a grosso modo e que consigam obter um mais alargado espectro de implementação, visto os mesmos não irem contra as notas discordantes existentes nos diversos Fóruns e Movimentos dentro do MM.

Onde é que a Monarquia faria a diferença?
Quais os argumentos que podemos usar em nosso favor?
Quais as ideias que têm de ser dismistificadas?

Desde já proponho o debate quanto aos seguintes itens.

- O Rei, como representante político máximo livre de influências partidárias.

- A defesa do Combate à Corrupção. Procurando fazer mais, melhor e com menos.

- A salvaguarda e defesa da Igualdade de Direitos, entre TODOS e para TODOS.

- A aposta nos productos Portugueses, no seu patrocínio, na sua qualidade, procurando insistir que ao se comprar "Português" se está a criar/manter postos de trabalho em Portugal (Portugal precisa de SI, compre Português, por exemplo).

- A necessidade da total reformulação e simplificação dos Códigos Civis, Penais, do Trabalho, etc.. Reduzam-se os "buracos" dos mesmos.

- A aposta no diálogo com os Portugueses para se descobrir onde se deve agir. Sabendo e admitindo no entanto que nem tudo se poderá resolver da melhor forma possível.

- Assumir e respeitar os nossos compromissos com os parceiros internacionais, mas colocar em 1º lugar Portugal e os PALOP. Não somos pobres, mas de igual forma não somos ricos.

- Reavaliar os Mega-Projectos existentes. Se têm interesse, são viáveis, os benefícios que trarão. Apostar em projectos mais locais ao invés de Mega-Projectos se possível.

- Apostar forte na Tecnologia, em especial nas renováveis, mercado em pleno desenvolvimento.

- Criar e aplicar Legislação respeitante à defesa do Meio Ambiente, mas que permita manter o desenvolvimento sustentado da Nação.

- Ser inflexível para com aqueles que não cumprem e dar o exemplo.

- Atrair o investimento estrangeiro, capitalizar recursos e manter/aumentar a capacidade productiva nacional. Penalizando aqueles que não cumpram com o estipulado.

- Investir forte e de forma séria na Educação, reabilitá-la e corrigila. Tornar a mesma avançada e livre de preconceitos.

- Devolver o respeito às Forças Armadas.
Restruturá-las para o desempenho nos Teatros de Operações às quais as mesmas se devam integrar.

- A necessidade da responsabilização Civil por parte dos Políticos e a restrição vergonhosa dos direitos dos mesmos quando há tanta em Portugal.

Um bem hajam,

IzNo

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Sex 5 Jan - 3:35

IzNo

As questões por ti levantadas, são extremamente correctas e seria essa a forma correcta de governar este nosso “pequeno burgo”. Mas...certamente reparas que a tua proposta é contrária ao que sempre se fez em Portugal. Digamos que era lutar contra séculos de tendência, contra séculos de mentalidade.
É um pouco o que se passa no Brasil, que além de Sampa (S.Paulo) e RJ , tudo o mais é paisagem . O Nordeste tenta investir no turismo, mas com fracos objectivos e com pouca disciplina, quando o Nordeste tem um potencial extraordinário para o incremento da agricultura e pesca. O Norte, nem turismo tem, dado não existirem vias de comunicação em condições indústria que poderia ser desenvolvida, dado ser uma região muito rica em matéria-prima, continua em total subdesenvolvimento.
Contrariar por cá, a tendência do desenvolvimento a Norte e o esquecimento do Sul que tanto tem para dar, é contrariar uma mentalidade secular. Quanto à união dos partidos a trabalhar em prol da Nação, outra utopia. Ainda não temos mentalidade, de deixar de olhar “só para o nosso umbigo”, e pensar que os eleitos deveriam ter a função de trabalhar para o bem do país e não para promover isoladamente os seus credos políticos.
Relativamente à tua proposta, considero-a também correctíssima, mas utópica. Como por em prática essa ideologia, tão contrária à história das mentalidades do povo português? Só quando o povo “crescesse” e considero que neste momento estamos a retroceder a olhos vistos. Os nossos governantes têm se encarregue e muito bem de criar um povo cada vez mais ignorante e de 3º mundo. É a nova cultura do estádio de futebol, do mega fórum comercial, dos programas televisivos elaborados para fazer parar e bloquear a massa encefálica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   Sab 6 Jan - 17:40

caro Iz

Ao ler os seus dois últimos posts os quais me deram um certo conforto visto não ser a única a pensar no mesmo,pois estou completamente de acordo com o que diz e com as propostas que expõe,embora note a falta de propostas para o campo da saúde que deveria de ser mais apoiado.O que propõe seria quase na sua totalidade o contraponto ao que os diversos governos têm feito.E se houvesse interesse não seria muito difícil de ser passada à acção.

Estive em tempos na antiga Rodésia do Sul hoje Zimbabwé e que na altura estava completamente isolada dos restantes países devido às sanções impostas pela Inglaterra,e era fantástica a força e o incentivo às produções internas a todos os níveis,tudo ou quase tudo,era produzido no país e lá se conseguiram aguentar,e continuariam se não fosse a independência (mal feita) dos países que a rodeavam.

A nossa situação é melhor que a da antiga Rodésia,por isso acho possível,embora também saiba que há certas diferenças no tempo e na tipologia.

É só para dizer que quando um país e o seu governo querem podem conseguir o que almejam,agora,partindo-se do princípio já com dúvidas e derrotismos nunca se faz nada,é que nem vale a pena começar ou pensar em algo.O positivismo é já meio caminho andado para se conseguirem atingir os nossos sonhos e desejos,dá-nos forças que nem imaginávamos ter.Vi isso nos povos da antiga Rodésia do Sul,e é algo que nunca esqueci...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Iniciativas?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Iniciativas?
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Porque a Monarquia também é Política-
Ir para: