Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Seguinte
AutorMensagem
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 11 Dez - 14:08

Caro JTMB

A finalidade do Referendo ao Aborto é para a Despenalização do mesmo,e para as mulheres não irem parar aos bancos dos Tribunais e cadeias como o vão agora...

Quanto às verbas gastas pelos contribuintes que somos todos nós,porque razão o amigo só está preocupado com o que se vai gastar no acompanhamento às mulheres nesta situação,que como contribuintes e não só por isso,têm todo o direito de serem bem acompanhadas,e não se preocupa com outras verbas governamentais que ninguém sabe onde vão parar,ou vão para coisas sem interesse público?

Quanto à Eutanásia,também sou a favor,as pessoas têm todo o direito de morrer com dignidade e a seu pedido ou de familiares,se o seu estado de saúde já não tiver retrocesso e fôr terminal.

Estas situações não se compadecem com motivações filosòficas/religiosas de ordem nenhuma,embora sejam respeitáveis,mas nada mais do que isso,e o governo tem de olhar e estudar estes casos tão importantes e prementes.

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 11 Dez - 15:23

Estou em pleno acordo com a Beladona. E reafirmo. O Estado deveria ter legislado a legalização do aborto, sem qualquer referendo. Quanto ao dinheiro dos contribuintes, ele é roubado por todos os lados, como em impostos sucessórios, IVA e afins, e para o aumento dos seus valores, já não foi preciso referendo. O mal deste povinho tacanho, é que adoram opiniar sobre o que não lhes diz respeito. As campanhas sobre o Aborto, estão a ser uma verdadeira bandalheira eleitoral e política. Agora até os Norte Americanos cá metem o nariz. Tenham a santa paciência. O Governo que decida e não dê show, para desviar a atenção do povinho, do que se passa nos bastidores governamentais.

Bem Hajam
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Ter 12 Dez - 12:41

Um terço dos abortos é mal feito
2006/12/12 | 17:13 PORTUGAL DIÁRIO

Mulheres têm de recorrer aos serviços de saúde para completar o procedimento
Uma em cada três mulheres que fizeram Interrupção Voluntária da Gravidez teve necessidade de recorrer a um serviço de saúde para completar o aborto, segundo um estudo da Associação para o Planeamento da Família que será apresentado quarta-feira.

De acordo com este estudo base sobre as práticas do aborto em Portugal, cerca de 14,5 por cento das mulheres entre os 18 e os 49 anos já fez IVG.

As contas da APF indicam que as portuguesas praticaram entre 17.260 a 1 8 mil abortos no último ano e que já realizaram a Interrupção Voluntária da Gravidez entre 346 mil a 363 mil mulheres.

A Associação para o Planeamento da Família (APF) revela neste inquérito, que envolveu 2.000 mulheres, que a grande maioria das mulheres fez um único aborto e que cerca de 73 por cento das mulheres que realizaram IVG fizeram-no até às 10 semanas de gestação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Ter 12 Dez - 12:46

Referendo sem símbolos católicos
2006/12/06 | 20:45 PORTUGAL DIÁRIO
CNE recomenda que haja apenas símbolos da República nas mesas de voto

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recomendou às câmaras municipais e juntas de freguesia que no referendo sobre aborto não coloquem mesas de voto em locais onde existam «outros símbolos» para além daqueles ligados à República.

Esta deliberação, tomada por uma maioria de quatro votos favoráveis e três contra, surge em resposta ao pedido da Associação República e Laicidade de proibição de símbolos da Igreja Católica nas assembleias de voto.

Contactado pela Lusa, o porta-voz da CNE, Nuno Godinho de Matos, sublinhou que a deliberação não refere expressamente os símbolos religiosos, até porque considera que não faz parte das suas competências verificar a existência destes nos locais de voto.

«Mas parte das competências da CNE ver se existem, junto às mesas de voto, manifestações gráficas ou escritas que possam influenciar a forma como se vota», explicou.

De acordo com Godinho de Matos, «a CNE decidiu recomendar às entidades responsáveis pela organização das mesas de voto, câmaras municipais e juntas de freguesia, que não coloquem mesas de voto em locais onde existam outros símbolos para além daqueles ligados à República e suas instituições».

No entanto, e uma vez que se trata de uma recomendação e não de uma determinação expressa na lei, não existe uma multa definida para os infractores, tendo a CNE que decidir caso a caso, se forem apresentadas reclamações.

Em meados de Novembro, a Associação República e Laicidade solicitou à CNE que «torne efectiva a proibição de propaganda nos locais de voto, concretamente mandando retirar quaisquer símbolos da Igreja Católica que ali se possam eventualmente encontrar».

A Associação afirmou ter conhecimento «da existência de símbolos religiosos católicos em vários locais de funcionamento de assembleias de voto e, mais concretamente, em salas de aulas de escolas públicas», acrescentam.

Para esta associação, a realização de votações no referendo sobre aborto em locais onde existam símbolos da Igreja Católica constituiria uma violação d a Lei Orgânica do Regime do Referendo
Voltar ao Topo Ir em baixo
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 10:57

http://www.youtube.com/watch?v=DHq40gRUJMo

Para os que estão a pensar votar sim pensarem bem se querem ou não ser cumplices em ASSASSINATOS...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 11:14

A"questão do aborto" em Portugal é uma história já adulta. Há mais de 20 anos, quando alguns dos actuais eleitores não eram sequer nascidos, a discussão centrava-se à volta do início da vida humana. Por um lado, os pró-vida argumentavam que esta começava no princípio, na concepção. Por outro lado, os pró-escolha defendiam que ninguém sabia quando começava a vida humana, e um "conjunto de células" nas primeiras semanas de gravidez não o era certamente. Os dados científicos eram escassos e havia um grande desconhecimento sobre o desenvolvimento do feto. Há oito anos o primeiro referendo sobre a IVG (interrupção voluntária da gravidez em PPC, português politicamente correcto) mostrou uma clivagem entre a opinião pública e a publicada: teve uma abstenção superior a 70 por cento e o "não" ganhou. Nos últimos oito anos assistimos a várias tentativas de colocar a questão do aborto na agenda política. O "flagelo do aborto clandestino" foi considerado argumento principal, apesar de os escassos e incompletos dados oficiais mostrarem um número reduzido de internamentos por complicações de aborto fora do quadro legal (1426 internamentos em 2004, 89 por cento por aborto incompleto ou retido, apenas 56 infecções e ausência de mortalidade; dados da Direcção-Geral de Saúde). Foi-nos repetidamente perguntado se queríamos "mandar as mulheres para a prisão". Contudo, as poucas mulheres julgadas até hoje tinham todas abortado com mais de dez semanas de gravidez e daí não resultaram penas de prisão. A eventual legalização do aborto até às dez semanas "por opção da mulher" criminaliza-o a partir das dez semanas e um dia, pelo que estas questões da humilhação, julgamento e eventual condenação se mantêm a partir daí.A mãe deve ser compreendida e ajudada, mas não podemos desviar a nossa atenção da outra vida em questão, a do feto, que, por ser frágil e indefesa, depende da nossa protecção. Porque actualmente, passados mais de 20 anos, já não pode ser dito que o feto não é vida, pois a ciência mostrou-o de um modo claro e comovente. Pode causar surpresa a alguns, mas é hoje consensual entre a comunidade científica que, às dez semanas (para aplicar o limite arbitrariamente proposto pelo actual referendo), o tal "conjunto de células" se encontra organizado de um modo que é impossível não ser reconhecido como um ser humano.Avanços recentes na cardiologia fetal mostram que o desenvolvimento do coração ocorre entre as três e as seis semanas de gestação, e que por volta do 20.º dia este já bate. Entre a 8.ª e a 9.ª semana, o coração está formado com as estruturas cardíacas, ocupando já as posições e realizando as suas funções definitivas. Às dez semanas, o coração do feto assemelha-se muito ao coração adulto, quer externa, quer internamente. As mais delicadas estruturas cardíacas, como os milimétricos folhetos da válvula aórtica, estão formadas e vão continuar a sua maturação e diferenciação. Às dez semanas, a função circulatória está estabelecida e só vai alterar-se após o bebé nascer, com a adaptação à respiração. O coração bate com regularidade e variabilidade, e a complexidade das funções sistólica e diastólica é comparável à dos adultos. Sem estigmatizar as grávidas, antes acolhendo-as e aos seus bebés, é nosso dever como profissionais de saúde tornar as "barrigas transparentes", de modo a ajudar os portugueses a compreender que lá dentro está uma pessoa, que, se tiver dez semanas de gestação, tem um coração que bateu 870 vezes durante a leitura deste artigo.


José Diogo Ferreira Martins, cardiologista pediátrico



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 11:17

Clínicas recusam fazer abortos
A edição de hoje do semanário Expresso destaca que cinco grandes clínicas privadas vão recusar fazer abortos caso o «sim» à despenalização da interrupção voluntária da gravidez vença o referendo convocado para 11 de Fevereiro de 2007.
Segundo apurou o Expresso, são elas os Hospitais Cuf, a Clínica de Santo António, em Lisboa, a Casa de Saúde da Boavista, no Porto, a Clínica de São Lázaro, em Braga, e a Clínica de Todos-os-Santos, em Lisboa.
A esmagadora maioria das clínicas que se recusam a praticar o aborto alegam «questões de ordem ética e deontológica», manifestando desejo de que não querer «transformar a IVG num mero método contraceptivo».
Na maior parte das clínicas foram os próprios conselhos de administração que tomaram a decisão, a dois meses da consulta popular, refere o jornal.
Mas, de acordo com o Expresso, também existem casos, como o da Clínica de São Lázaro, em que os obstetras de serviço votaram por unanimidade contra as práticas abortivas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 11:19

Como se diz no calão liceal, a Fernanda Câncio "esticou-se". Diria, aliás, que de tão progressista e "progressiva" que quer parecer, está cada vez mais reaccionária. Nesta nervoseira, como é que consegue chegar a Fevereiro bempostinha? O seu artigo no Diário de Notícias constitui um magnífico passo em frente para enterrar o melhor argumentário do lado do "sim" na lama. Mais valia ter estado quietinha com o computador. Eu, que a considero corajosa, altiva e, imagine, consequente na sua inconsequência, fiquei siderado com esta sua miserável prosa. Vamos por partes, embora me apeteça parar já nesta: "grande parte dos animais vivos tem um coração que bate - o que não faz ninguém reconhecê-los como pessoas". Escrever isto a propósito de um embrião vivo, comparando o incomparável - apesar de existirem animais que são bem mais "pessoas" do que muitas pessoas que eu conheço -, para além de demagógico, é intelectualmente desonesto e absolutamente fascisto-feminista, ou seja, obsoleto. Se, como diz a autora, os do "não" "apostam na ignorância", em que é que ela aposta com este disparate? Eu, que defendo a lei actual, não me recuso a falar nos "casos excepcionais" porque eles são de uma clareza cristalina na letra da lei. A mera exclusão da ilicitude não obriga ninguém a interromper a gravidez se algum dos "casos" se verificar. É uma faculdade, não é um direito. Pelo contrário, é um direito aquele que se pretende ver consagrado através da liberalização total do aborto desde que realizado até às dez semanas de gestação, por exclusiva vontade da mulher. Ora, na civilização em que eu vivo e pretendo continuar a viver, nenhum crime passa a direito par delicatesse ou para "justificar" filosoficamente qualquer arquétipo. Jean Genet, nos seus "romances", ergue constantemente o homicida à categoria de herói - e sensual ainda por cima. Todavia, é literatura apenas e em qualquer parte do mundo civilizado um homicida é mesmo um homicida, e não um herói ou uma "vítima". A constante apresentação da mulher como "vítima" - "a rejeição das mulheres" - para justificar o recurso ao aborto como um "direito" praticamente inalienável, em pleno século XXI, é pura demagogia sexista e pura má-fé. Acha a Fernanda que os milhares de mulheres que votam "não" desejam a sua própria "rejeição"? Ou que qualquer eleitor que o faça está pensar em apoucar alguém ou em diminui-lo enquanto cidadão e ser humano? Por amor de Deus. Finalmente, um coração é um coração desde que bata, fora ou dentro de outro corpo. Eu tenho um, a Fernanda tem outro. Não reconheço nenhum tipo de autoridade moral à Fernanda Câncio para determinar que tem "mais coração" do que eu. Ninguém tem o monopólio do coração. Experimente funcionar mais com a razão e menos com a emoção e vai ver que se dá melhor com a vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 14:19

O coração do problema

Às dez semanas,diz o primeiro outdoor da campanha do Não,bate um coração.A mensagem é esta:o embrião está vivo.O simples facto de alguém achar que este outdoor apresenta um bom argumento para convencer indecisos é preocupante.Primeiro,porque grande parte dos animais vivos tem um coração que bate-o que não faz ninguém reconhecê-los como pessoas.Depois porque se o embrião não estivesse vivo não se poderia falar em interrupção voluntária da gravidêz,por uma simples razão:ela teria sido interrompida involuntariamente,como de resto sucede em 30% dos casos.

O que isto significa é que a campanha do Não tenta repetir o que fez em 1998:apostar na ignorância.O Não quer baralhar,desinformar,enganar.Quer reduzir a discussão à escolha entre o sim ao aborto e o não ao aborto,como se fosse essa a opção em causa.É desonesto,mas compreensível:é impossível explicar por que motivo elogiam a lei actual,que permite interrupções de gravidêz às 24 semanas de fetos com trissomia,hemofilia,ausência de membros ou de olhos ou anões-fetos que não só têm um coração como apresentam cérebro e estão no limite da viabilidade-e falam de terminar uma gravidêz de dez semanas como algo de muito pior.É por esse motivo que de cada vez que alguém os confronta com esta incoerência os defensores do Não usam o termo "casos excepcionais"e recusam-se a falar deles,como da possibilidade legal de interromper uma gravidêz até às 16 semanas desde que haja indícios de que esta resulta de violação.Dizem que não é isso que está em causa no referendo-mas fazem outdoors sobre corações que batem em embriões de dez semanas.

Acabar com o bater de um coração é matar-é isso que este outdoor nos quer dizer.Mas diz-nos mais:que uns corações valem e outros não.Que os fetos "com defeito"ou os embriões que resultam de um acto sexual não consensual podem ser sacrificados em nome da rejeição das mulheres.Que esses elas podem"pedir" para abortar.

O que este outdoor do Não diz é que não é o facto de o embrião estar vivo que conta,mas como foi concebido.Dificilmente podia ser mais claro sobre as verdadeiras razões do Não e a sua falta de coração.

in DN de 15-12-2006
da jornalista Fernanda Câncio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 15:07

Caro JTMB

É esta a reportagem a que o caro amigo se refere? Se é,está muito resumida e parcialmente interpretada pelo amigo.Aonde é que a jornalista se "esticou",foi progressiste,progressiva e reacionária?Aonde é que o caro amigo acha que a jornalista põe o lado do Sim na lama?

De facto,tem o amigo razão quando se diz "siderado",mas porque a jornalista bate fundo e forte nas fracas e parciais defesas do Não,ao ponto,do amigo não interpretar correctamente o texto em questão,só isso demonstra a parcialidade da sua postura,que até posso compreender mas não justificar,desculpe a minha ousadia,mas é o que penso.Acho que a sua opinião,menospreza a mulher no seu todo,acho-a demagógica ,coisas que o amigo aponta à sra.jornalista que se limitou a dar a sua opinião ou visão do caso.

Pessoalmente,(é a minha modesta opinião e espero que não leve a mal),acho que uma mulher que vote Não,é uma mulher que nunca soube o que é ser MULHER e vai actrás de demagogias sem sustentação.

E,caro amigo,crimes,como eu já disse noutros posts,é não amar,abusar,violar,maltratar e matar crianças que não pediram para nascer,isso é que é Crime...

E,mais uma coisa,tem toda a razão,todos temos ou deveríamos de ter coração para Ver a Realidade que nos rodeia...

Um bem haja

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 15:20

Meus caros amigos. Toda a campanha que se tem vindo a desenvolver, em redor da legalização da IVG, é a meu ver, falsa e tendenciosa. O povo português que ainda se encontra num estado de ignorância inacreditável, perante o que ouve em seu redor, nem sabe ao certo qual a pergunta do referendo. Não está em causa a apologia da IVG. Está em causa a despenalização de um acto que já se praticava no Antigo Egipto. Está sim em causa, acabar com todos aqueles que enchem os bolsos, à custa de uma prática que não é legal. As ditas Clínicas que se dizem recusar a prática legal da IVG, são se calhar aquelas que praticam o acto na clandestinidade e´daí, irão perder dividendos. Muitas das caras que em nome da religião, seja ela qual for, apregoam o não à despenalização da IVG, são se calhar aquelas que mais o praticaram. Não acredito quem defende um assunto laico em nome da Igreja, pois se formos por aí, muitos milhares de assassinatos em nome de Deus, a Igreja teria de justificar.
Quem é contra o aborto, não o pratique. Mas a questão, não é, ser contra ou a favor, é apenas a sua legalização, que o estado já deveria ter feito, sem referendos que lhe interessam, para desviar a atenção para outros assuntos, para os quais vai fazendo o que bem entende, sem referendos.

Bem-Hajam
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Sab 16 Dez - 15:34

Cara amiga

Tem toda a razão no que diz.

Um bem haja

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 9:50

Cara Rosa latina

Podemos legalizar o que quisermos até os roubos. Mas para mim legalizar o aborto é legalizar um ASSASSINIO. Um feto às 10 semanas ( aliás desde o inicio) é uma vida. Não aceito em caso algum a legalização do Assassinio. Tenho a certeza que tal como da ultima vez os Portugueses vão ser sensatos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 10:19

Caro JTMB, está no seu direito de assim pensar. Quanto à sensatez dos portugueses, a maioria não votará em consciência, dado o nivel cultural do nosso povo, mas de acordo com as manobras de markting utilizadas na Campanha. E como já referi, muitos serão aqueles, que não obstante já tenham estado envolvidos em processos de IVG, irão votar, Não.
Legalizado em Portugal, ou não, o mesmo continuará a ser praticado, ou legalmente na vizinha Espanha, ou de forma encoberta, no país, como sempre se fez.

Bem-Haja
Voltar ao Topo Ir em baixo
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 12:17




Cara Rosa Latina

Ecografia real com 9 semanas. É Capaz de MATAR um ser destes? EU NÃO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 12:24



Cirurgia a feto com 9 Semanas... Eis porque voto NÃO. Não consigo ser cumplice de ASSASSINATOS Legais ou não.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 12:38

Caro, JTMB
Gostei da publicação do desenho e foto do feto com 9 semanas. Conheço bem as fotos dos fetos, até com 4 semanas e sei que logo bate um coração. Sou mãe de três filhos. Já passei pelos processos de ecografias.
Não faço a apologia à IVG, faço a apologia a um Estado que não temos, que forneça gratuitamente contraceptivos a todos, que dê acesso gratuito à saúde, sem taxas moderadoras. Sabe o preço dos contraceptivos? Pois....sabe o que é viver numa barraca com seis filhos e vê-los morrer com fome e frio? Sabe qual será a dor de uma mãe a dar o seu filho para adopção? sabe a vida das crianças que vivem em retiros para os sem recursos?
Não, não queria que mulher nenhuma no mundo tivesse que fazer uma IVG. Mas também não quero ver morrer à fome, milhares de crianças. Não quero ver crianças indesejadas, a serem mortas depois de torturadas. Não quero ver crianças a serem vendidas. Não quero ver crianças abandonadas pela rua, como animais. Não quero ver as crianças aos colos dos pedintes. Quero ver crianças amadas e desejadas. E só peço a Deus que me dê saúde, para proteger e ensinar os meus filhos a viver nesta selva que se tornou o mundo, até que eles tenham asas para voar sózinhos.

Bem-haja
Voltar ao Topo Ir em baixo
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 13:01

Cara Rosa Latina

Completamente de acordo com o que diz. Mas matá-los não é IMHO a solução, mas sim resolver todos estes problemas sociais existentes.


Um abraço


Zé Tomaz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RosaLati
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 13:12

Caro JTMB

Concordo consigo. A IVG, não é nem nunca será uma solução, talvez antes um último recurso para alguém em desespero. E para esse alguém em desespero, não apelo à IVG, mas apelo à legalização de um acto praticado clandestinamente, apelo à igualdade , com o país monárquico, aqui bem ao nosso lado.

Bem Haja
Voltar ao Topo Ir em baixo
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 14:47

RosaLatina escreveu:
Caro JTMB

talvez antes um último recurso para alguém em desespero. E para esse alguém em desespero, não apelo à IVG,
Bem Haja

Mesmo assim matar outro ser humano NUNCA pode nem deve ser a solução daí que defenda a ilegalidade, tal como defendo a ilegalidade para qualquer tipo de assassinio. Se agora vamos legalizar esta maneira de matar, porque não daqui a uns anos legalizar outra maneira qualquer? Não Rosa Latina não concordo que se legalize assassinatos, sobretudo dos que não se podem defender. Mas sabe, tenho grandes esperanças que o NÃO ganhe. Sabia que o referendo foi marcado para o dia 11 de Fevereiro? Sabia que 11 de Fevereiro é a data da 1ª aparição em Lourdes? Tenho a certeza que estas datas não são uma mera coincidência e que as palavras que Nossa Senhora disse aos Pastorinhos em Fátima "Não ofendam mais a Nosso Senhor" têm a ver com a vitória do NÃO em Portugal, terra de Santa Maria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 15:03

Caro JTMB

Como já disse noutros posts meus,a sua opinião é muito respeitável quanto à IVG.Que já todos sabem ou deveriam de saber,não ser feita de ânimo leve,etc.,etc....

Mas neste momento estamos a referendar a despenalização do aborto,independentemente de se ser a favor ou não da IVG.

Já todos ou quase todos temos a noção de como é formado um embrião/feto especialmente quem já foi mãe/pai.Aliás a TV tem passado belos documentários...

Quando os problemas sociais forem resolvidos pelo Governo já provavelmente não se farão tantas IVG,pois as jovens e mulheres terão um acompanhamento completo de um acto que ninguém desejará praticar e que por princípio,só se faz por problemas da índole privada dessas mesmas pessoas,e ninguém exterior ao caso o pode ou deve discutir ou pôr em causa.

Ninguém tem o poder de viver a vida por ninguém,ou de estar no seu lugar...

Um bem haja

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
encoberto



Número de Mensagens : 34
Idade : 54
Localização : Vila Real
Data de inscrição : 31/10/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 15:10

Caro Zé Tomaz


Era para ficar quieto e mudo acerca deste assunto, mas porque fiquei incomodado com a fotografia que expôs, resolvi quebrar o meu silêncio para acrescentar, se me permite, que os liberais E.U.A., em 30 anos, mataram um quinto da população legalmente, fora os abortos que se fizeram clandestinamente. Se tivermos em conta que cada ser é uma combinação única de genes, aquela que foi abortada, nunca mais se repetirá e, nesse seguimento, veja-se, quantos ao nosso lado poderiam não existir se alguém os tivesse abortado? Imagine a privação que não era, saber que aqueles que amamos e as beldades que temos hoje, não existissem por capricho dos seus progenitores. Por outro lado, se os progenitores têm poder para matar até às 10-12 semanas, porque não até as 39-40? Ou, já agora, por que não durante toda a vida? O caso mais caricato que conheço de longevidade de pai e filho é o pai ter 99 anos e o filho 82. Porque razão o pai não poderia ter o poder de matar o filho aos 82 anos? Se o tinha às 10 semanas porque lhe é retirado posteriormente? Baseado em quê? Que base legal apresenta o legislador? Para mim o aborto só é válido se se puder fazer em qualquer idade, logo que sejam os pais a decidir.

As mulheres, que se julgam sempre sabichonas, ainda não deram conta que quem quer o aborto legalizado, são os homens? Por que será? Se antes com a permissividade social já podiam andar com quem quisessem, a partir daqui poderão dormir com quem quiserem e sem correrem os riscos de ficarem com a responsabilidade de terem de criar um filho aqui ou acolá. Agora, o homem conseguiu-se libertar do tão usado instrumento de arremesso, a gravidez, para que algumas conseguissem casamento. Liberdade total do homem para continuar a rebaixar a mulher ao ponto de a ter como verdadeiro objecto sexual. O aborto era a sua última barreira. O que fazem as mulheres? Batem palmas e viram-se contra a Igreja que deseja enaltece-las.

As mulheres apresentam-se como responsáveis pelo seu corpo e querem ter liberdade de matar quem nele se cria e cresce. Então, por que não são antes responsáveis por quem nelas entra? O aborto vai passar a ser mais um método anti contraceptivo, havia poucos … mas não chegavam, e, agora, vem aí o mais dispendioso, o tal que vai permitir engordar as clínicas.

Acabando com os E.U.A., estes parece que estão a recuar e começam a criar barreiras ao aborto, pois por muito que engordem as clínicas, 50 milhões de seres americanos teriam desenvolvido ainda mais a sua economia. 50 milhões a produzir e a consumir. 50 milhões há hoje, em Espanha e Portugal, e mortos em 30 anos legalmente... Fantástico, esta nem o Hitler tinha pensado. Um 1/5 da população dos “seteites”, 50 milhões de combinações genéticas que se foram ao ar. Quantas Angelinas Jolie estariam nesses 50 milhões? Quantos votos perdidos? Quantas alegrias foram pelos esgotos das clínicas abaixo? Com certeza, muitas, para quem tem filhos, veja se era capaz de abortar sabendo o que tem hoje em casa. Tantos seres que se perderam. Se pensarmos que não há vida após a morte, o egoísmo duns, privou que seres humanos fossem criados e nunca o serão, pois não haverá repetição genética. Para vermos o que quero dizer, imagine as melhores pessoas com quem se relaciona e imagine que nunca existiram, é horrível.

Porque não voltarmos à paranóica sociedade romana em que os seres eram propriedade dos imperadores? Não será preferível a máxima “a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”? Infelizmente, como hoje não há Deus … somos todos de César.


Um abraço,

Joaquim Filipe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://amt.no.sapo.pt
Rider



Número de Mensagens : 67
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 16:54

Os homens são os que mais se encontram contra a despenalização do aborto.

Primeiro, existe uma enorme preocupação e sensibilidade com uma possível criança; depois a sua total ausência com as que cá existem, e com os seus pais. Humanismo curioso.

Bem hajam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona



Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Seg 18 Dez - 17:36

Caro encoberto

Não divaguemos...

Na minha perspectiva,sempre me achei em igualdade de circunstâncias com o homem e a liberdade sexual deu-se com a mudança de mentalidades,na qual a pílula teve a sua importância,pois o aborto não é um método contraceptivo e meu caro,a mentalidade quanto à liberdade sexual como o diz o amigo,fica com quem imagina sob esse prisma,que devo dizer é um tanto ou quanto contraditória.

Quanto à Igreja,nunca notei que alguma vêz tivesse enaltecido ou sequer posto em igualdade de circunstâncias a mulher com o homem,aliás como no caro amigo parece ser também o normal.

O pensar e agir meu caro,é e deve de ser livre,mas as respostas que se recebem serão sempre consentâneas com os nossos actos e pensamentos.

E pensava eu que o marialvismo e o machismo já estavam fora de moda e ultrapassados...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JTMB



Número de Mensagens : 111
Data de inscrição : 09/11/2006

MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   Ter 19 Dez - 4:09

Cara Beladona

Como pode a Igreja colocar em igualdade coisas diferentes? Um homem e uma mulher são diferentes, porque haveria a Igreja de os transformar em iguais?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eutanásia/Aborto-Sim ou Não?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Irmão Lourival, fiquei muito curioso em saber sua opinião: quem conhece e pratica o Evangelho de Cristo pode ser a favor do aborto, assim como 76% da IURD?
» Aborto e Canibalismo, tudo a ver. Então entendi... Aborto, fim da Fome, dinheiro no bolso, etc... e o Diabo ganhando espaço.
» O empresário e pró-abortista Bispo Edir Macedo estaria comprando um Hospital. Será que é para fazer Aborto?
» Mulher gera bebê fora do útero e criança sobrevive Embora a gestação tenha colocado mãe e filha em risco de morte, a grávida se recusou a fazer um aborto

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Nada de Politiquices-
Ir para: