Um espaço de Debate, Um formular de ideias
 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 O Superior Interesse da Criança

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: O Superior Interesse da Criança   Qua 13 Jun - 8:11

Caros amigos

No seguimento do interessante debate sobre os "Casamentos Homossexuais" noutro tópico,e tendo sido aflorados os interesses das crianças num casamento deste género.Tomei a liberdade,de abrir este tópico com este tema que é para alguns paralelo ao outro tema,mas também abrindo o leque a uma vastidão de outros interesses que possam por ventura estar a ser escamoteados aos básicos interesses da criança.

O que é que podemos considerar como "Superior Interesse das Crianças"?

O que está considerado em lei?Como é que esta pode intervir ou interferir na vida futura e nos sentimentos de uma criança e dos pais/futuros pais?

O que é próprio ou não visto à luz dos "valores sociais",para com este tema?E o impacto que possam ter no interesse da criança?Uns estarão acima dos outros?O que são os valores?Os valores mudam com os tempos ou são eternos?

Estaremos nós com as nossas convicções e valores a deturpar o que interessará mais a uma criança?Se ela já fala e tem um mínimo de raciocínio que nos diria ela,ponhamo-nos na sua pele.

E portanto,leis à parte,e vendo o caso,e em resposta ao tema levantado no outro tópico pelos caros Reziger e Iz passo a dar a minha opinião pessoal:

-Já repararam que quando se está a falar do "superior interesse das crianças" para o caso destas terem pais do mesmo sexo ou não,e que os primeiros (pais),não entram nesses parâmetros,esse juízo é feito pelas nossas cabecinhas extremamente viciadas com todos os esteriótipos que adquirimos ao longo das nossas vidas.

Quando é que um bebé ou uma criança olha a isso?Ela só quer ser amada,estimada,alimentada,etc.Está-se nas tintas que sejam homens ou mulheres,ou os dois,a tratarem dela.

É preferível terem um lar,na sua verdadeira acepção da palavra,seja lá qual fôr a sua composição,do que estarem num orfanato ou em intermináveis "exposições" para futuros papás e isto quando não são devolvidas à procedência por esses supostos futuros papás.

Onde está o superior interesse das crianças?

Ou pensam,que muitos (não digo todos),dos pais/mães adoptantes e solteiros,não são homossexuais?

É claro que quando a criança filha de pais nesta situação,começar a conviver e a ter noções de vida em sociedade (frequência escolar,etc.),terão de ser alertados pela sua família a saber lidar com todas as prováveis situações com que se depararem.

Nada que algumas crianças mais sensíveis ou sensibilizadas,não tenham de o ser também,quando confrontadas com os divórcios dos pais e são "chagadas" pelos coleguinhas da escola e famílias menos sensibilizadas para o assunto (é claro,que estes últimos estão em declínio,pois o divórcio já se tornou banal nos dias que correm).não esquecendo as crianças diferentes,que também o terão de estar (preparadas).

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qua 13 Jun - 13:10

Nesse caso as leis feitas, foram somente para dificultar ou criar probs. pois que seria se neste país não houvesse uns probs. para dar emprego e taxo a muita gente Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiziger

avatar

Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qua 13 Jun - 17:55

Eu entendo o superior interesse da criança como a melhor situação possível. Um pai, uma mãe, avós, tios, tias e primos aos kilos. Amor, felicidade, porrada q.b.p boa educação, salubridade psicoemocional familiar, dinheiro suficente para as necessidades básicas, tudo arredondado numa palavra: equilíbrio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 14 Jun - 7:30

Reiziger escreveu:
Eu entendo o superior interesse da criança como a melhor situação possível... Amor, felicidade, porrada q.b.p boa educação, salubridade psicoemocional familiar, dinheiro suficente para as necessidades básicas, tudo arredondado numa palavra: equilíbrio.

Aceito e apoio incondicionalmente esta visão do meu caro amigo, que acho essêncial.

Agora quanto à combinação da forma como o mesmo é prestada...

Reiziger escreveu:
...Um pai, uma mãe, avós, tios, tias e primos aos kilos...

Eu não creio que para o superior interesse da criança estar servido, nos tenhamos que forçar a uma qualquer situação, se a alternativa forem estas crescerem em instituíções de adopção ou abrigo até à maioridade.

Um abraço,

IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 14 Jun - 8:57

O superior interesse da criança servido é proporcionar-lhe felicidade e saber acompanhar nas duvidas agora não há a necessidade de uma familia tão extença pois se formos a ver ás vezes em grandes familias so um membro da mesma é que faz a diferença para a criança Smile a criança não é uma comodidade ou objecto de luxo mas sim um ser humano com cérebro e uns olhos que estão ligados so mesmo além dos ouvidos Smile e o factor principal no desenvolvimento de uma criança é a presença a nossa presença nos momentos que temos de ante mão perceber que são importantes para a criança podenso nem ser de qualquer significado para os pais da mesma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 14 Jun - 14:44

Caros amigos

Nem sempre os superiores interesses das crianças coincidem com os nossos próprios interesses,gostos e pensares,no meu entender.

A criança,anseia acima de tudo a ser desejada,por amor e depois,por atenção,acompanhamento,camaradagem,compreensão,respeito.Respeito este que abranja o seu pensamento,a sua individualidade e personalidade.

Para a criança,não é primordial o número de componentes familiares,o Longair tem razão no que diz.A abundância nem sempre é o melhor neste caso,até a diversos níveis,de uma maneira geral.A criança gosta da honestidade e verdade,neste caso dos relacionamentos.

Para a criança,a nossa visão de pais/mães homo ou heterossexuais não se põe,a partir do momento que tenha com ele/es,um bom relacionamento a todos os níveis,e que acima de tudo se sinta amado e respeitado como ser individual que é.

Para a criança,o que diz a sociedade,etc.,não a afecta,tendo todo o acompanhamento e compreensão destes mesmos pais/mães.

Nós os adultos é que complicamos e confundimos as coisas,pois julgamo-las à luz do nosso percurso de vida,os nossos valores adquiridos por nós ou que nos foram ensinados,etc.,etc.

Quando se pega num bebé recém-nascido,ou mesmo numa criança,qual a nossa primeira reacção?A de a amar e proteger.

É só isso que interessa,todo o resto é acessório ou supérfluo.

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Longair

avatar

Número de Mensagens : 402
Data de inscrição : 29/08/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 14 Jun - 14:52

exacto
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 26 Jul - 17:36

Caros amigos

Li hoje no jornal 24 Horas, que o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH), numa decisão histórica, criou jurisprudência, ao dar razão a um pai que por ser gay, se viu afastado da sua filha, e foi mais longe, obrigando todos os países do Conselho da Europa a aceitar esta decisão.

Mas relembremos o caso que deu origem a esta decisão do TEDH, e o caso de uma mãe espanhola homossexual que mais recentemente também passou pelo mesmo drama.

in 24 Horas de 26-07-07
Texto-João Cristóvão Baptista

"Nunca mais a vi"

O juíz espanhol que na passada segunda-feira recusou a custódia de duas crianças a uma mãe por esta ser homossexual viu a sua decisão ser ontem classificada como uma "falha grave" pelo órgão máximo da justiça daquele país. Embora não esteja directamente ligada a Portugal, a verdade é que esta sanção teve por base um caso português, em que um pai perdeu a infância da filha devido à sua orientação sexual.

Depois de um tribunal ter considerado que não era "salutar" uma criança viver com um homem que partilhava a vida com outro , João Mouta queixou-se ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) que,numa decisão histórica, lhe deu razão e criou jurisprudência nesta matéria, obrigando todos os países do Conselho da Europa a aceitar esta decisão.

Contactado pelo 24 Horas, João Mouta não escondeu a sua satisfação por esta decisão da justiça espanhola. "Por causa do que eu passei, esta mãe não vai ter de esperar para ver a decisão ilegal daquele juiz ser revogada", congratulou-se.

Separado da ex-mulher desde que a sua filha, Maura, tinha 2 anos, a homossexualidade de João fê-lo passar por um verdadeiro inferno, levando-o a uma dura batalha pela custódia da filha, primeiro contra a ex-mulher, depois contra as autoridades judiciais portuguesas.

Com o recurso para o TEDH ganhou a batalha contra a discriminação, mas não ganhou a custódia da filha. Apesar disso, conseguiu a guarda conjunta de Maura, na altura com 8 anos, o que lhe permitiu conviver com a filha alguns meses.

"O grande pesadelo veio depois", contou João, recordando que a sua ex-mulher acabou por fugir, levando Maura consigo. "Nunca mais a vi", lamenta o pai que, desde essa altura, em 1996, fez "todos os esforços para conhecer o paradeiro de Maura, mas sem sucesso".

Só há três anos é que conseguiu localizá-la, mas era tarde de mais. Com 16 anos, e a viver com a mãe no Porto, Maura já não queria conviver com o pai, "provavelmente devido a tudo o que lhe tinham dito durante a educação", justifica João. "Ainda hoje, e à beira de completar 20 anos, a minha filha não me fala", queixa-se João, para quem ainda há esperança de uma aproximação que lhe permita uma relação normal com a filha.

----//----

Tinha de renegar a homossexualidade

O caso espanhol que indignou a comunidade gay ocorreu em Múrcia, quando um magistrado decidiu entregar a custódia de duas crianças ao pai, por considerar que a homossexualidade da mãe "prejudica e aumenta o risco de que as menores também venham a tornar-se homossexuais".

No auto do processo, o juíz espanhol vai mais longe, referindo que "as crianças têm direito a um pai e uma mãe, e não a duas mães ou a dois pais, pelo que a mãe terá de escolher entre as suas filhas ou a parceira".

Apesar de terem sido apenas proferidas na passada segunda-feira, as palavras do magistrado provocaram uma tal contestação que obrigaram a uma rápida intervenção das mais altas autoridades espanholas através do órgão regulador da Justiça, que consideraram que o juíz de Múrcia incorreu numa "falta grave", pelo uso de expressões "desnecessárias,extravagantes ou manifestamente desrespeitosas do ponto de vista da razão jurídica".

----//----

"Há homofobia entre os juízes"

Para António Serzedelo, presidente da Opus Gay, "a culpa do que se passou em Espanha é da falta de preparação dos juízes, já que este é um meio em que ainda há muito preconceito e homofobia".

Também João Mouta fez questão de juntar a sua voz à daquele activista da comunidade homossexual portuguesa, sublinhando que "enquanto se permitir que a educação e as crenças de quem julga os casos se sobreponham às leis que aboliram todo o tipo de discriminação, vamos assistir a este tipo de casos".

Na opinião de Serzedelo, "é essencial mostrar aos juízes que a orientação sexual é algo muito pessoal e não se transmite nem aos filhos, nem aos pais, nem aos amigos".

O presidente da Opus Gay salientou ainda a importância daqueles que, tal como João Mouta, denunciaram a discriminação de que foram vítimas. "Só falando é que se dá visibilidade e importância a esta causa", sublinhou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiziger

avatar

Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qui 26 Jul - 18:46

Noticiazinha tendênciosa esta!!

Resta perguntar se o acórdão foi alterado? Pois...para não ser referido não deve ter sido! É chato.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Sex 27 Jul - 5:14

Peço imensa desculpa, mas actitude mais preconceituosa por parte do Juíz Espanhol não poderia ter acontecido...

Ter de escolher??????? Mas o que é isto?????

Algum Pai/Mãe Heterossexual tem de escolher entre os seus filhos e o seu/sua parceira/o ????

Então porque haverão os Pais Homossexuais ter de o fazer?

IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Sex 27 Jul - 14:29

Caríssimo Reiziger

Lol, já estava a prever esta sua resposta...

Não seja mauzinho (eu sei que não é), mas, não acha que todos temos os mesmos direitos, e que neste caso, quem ganha são as crianças que ficam no seio de quem as ama e deseja?

Acho inconcebível que alguém com formação e com o poder de pôr e dispôr sobre quem lhe passa pelas mãos, seja tão parcial e tendencioso. É claro que todos podemos errar pois somos humanos, mas há uns que deveriam de ter o cuidado de errar menos que outros, devido às suas responsabilidades e neste caso, quando o fulcro da situação é o bem estar e estabilidade emocional da criança.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Earendel

avatar

Número de Mensagens : 27
Data de inscrição : 25/06/2007

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Sab 28 Jul - 5:35

A este respeito talvez seja bom recordar as palavras de um juíz brasileiro ainda este ano concedeu a guarda provisória de uma criança a um casal de homossexuais:

"Qualquer acolhimento sob forma de guarda, adopção ou tutela é um gesto de fraternidade. A lei determina que quem vai acolher a criança ou adolescente tem que ter condições adequadas e aptidão para isto e qualquer consideração que passe pela opção sexual da pessoa é preconceito." (ênfase meu)

A notícia inteira pode ser lida no seguinte endereço:

http://www.rtp.pt/index.php?article=281505&visual=16
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiziger

avatar

Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Sab 28 Jul - 7:39

Postas as coisa em ponto de igualdade nem um nem outro juíz têm de ter qualquer tipo de opinião, logo não se me afigura correcta qualquer uma das posições, seja do brasileiro seja do espanhol. Mais a mais porque se dum acórdão com 12 ou mais páginas se retira 1 ou 2 frases, a interpretação que se dá às mesmas só pode gerar noticias e julgamentos tendênciosos. Mas isso já é o habitual...

O que aqui está subjacente a essa notícia é toda a envolvência factual que convenientemente é omitida. Sabemos qual o teor da avaliação psicológica da companheira da senhora? Não. Sabemos se esse casal funcionava de acordo com o melhor interesse das crianças? Não. Sabemos se por oposição o pai das crianças, tinha ele formado outra família? Não. Sabemos se essa família era mais operacional que a da mãe? Não. Sabemos se a "namorada" da mãe era fonte de input negativo às crianças e por tal tenha sido essa a recomendação do juíz com aquelas palavras? Não.

Postas as coisas por outro prisma e se a companheira do Pai fosse total e completamente desiquilibrada e se revelasse totalemnte incompetente para o papel de mãe. Neste caso imaginemos que a custódia era entregue á mãe homossexual e houvesse a recomendação do juíz que enquanto o pai tivesse aquela companheira bem que podia esquecer a custódia dos filhos. Aqui já era aceitável, não era? Pois...

Enquanto não tiverem estas perguntas respondidas, qualquer moralismo que se teça peca por um defeito imenso. Por mim podem contimuar a correr em círculos a gritar "sacrilégio" que só estão a assumir-se igualmente preconceituosos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Sab 28 Jul - 18:55

lol... andas a fugir com o rabo à seringa Pedro Wink

Diz-me lá o que achas quando uma instituição afirma que quando se descobrem homossexuais no seu meio, esta tenta... alterar a forma de pensar destes, considerando que os mesmos são doentes e que dessa forma precisam de ser tratados para que retomem a normalidade Smile

Não irei continuar, pois era efectivamente muito mau... mas conseguirão ter uma ideia.

Meu caro, quando a sociedade insiste em separar aqueles que são diferentes dos demais, isso não é... preconceito para não usar outras palavras?

Um homossexual pode ser um pai ou uma mãe, porque não há-de ter os mesmos direitos que os demais pais e mães?
Por ser homossexual? mas isso pega-se? ah, esqueci-me fica-se mais sujeito a se tornar homossexual igualmente...

Meu caro, a homossexualidade é genética, a induzida como querem dar a entender que existe não é homossexualidade mas sim bissexualidade, por muito que essa pessoa prefira outra pessoa do mesmo sexo. Na realidade todos o Seres Humanos têm um coeficiente de homossexualidade, sendo que somente quando este toma valores elevados é que a homossexualidade se torna visível.
Um Ser Humano 100% Heterossexual é na realidade tão "doente" quanto um Ser Humano 100% Homossexual Wink

Como nota de rodapé deixo-te o seguinte para pensares... não conheço ninguém que se tenha tornado bêbado por o pai ou mãe serem bêbados. Mas conheço pessoas que se tornaram bêbadas, com pais bêbados, mas apenas porque assim o quiseram, sabiam os riscos e o que se iria passar e nada fizeram contra isso.

É o mesmo que a SIDA, hoje nos meios urbanos só a apanha por via sexual quem quer.

Um abraço,

IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Dom 29 Jul - 12:06

Caros amigos

Acima de tudo, das dúvidas, dos "ses", das formas encobertas/empoladas ou não de dar as notícias, em especial as que se referem a estes casos de pais/mães homossexuais, que por o serem, não são menos pais/mães do que os que vulgarmente intitulamos de normais (às vezes, estes sim, com algumas aberraçõezitas à mistura), o amor que se tem por um filho não é medível pelo seu desempenho sexual (dos pais,é claro). Passam agora a ter algo de concreto a que se agarrar, para defenderem os seus direitos. Só é triste ter de se chegar a estes extremos para se chegar a uma justiça que deveria de ser imparcial.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiziger

avatar

Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Dom 29 Jul - 20:27

Iz eu é que fujo, mas tu é que não respondeste à contestação que fiz! Andaste aí a falar de bêbados e homossexuais, mas a essência do problema ficou para as calendas!! Ai ai Laughing

Do que fica subentendido da notícia o juíz levou uma palmada na mão por ser demasiado opinativo e toda a notícia gira à volta disso, imputando ilegalidade e preconceito na sua aplicação da Lei. O que eu chamei à atenção é se havia ou não razão nessa imputação, pois que não é referida qualquer suspensão do acórdão por ilegalidade ou incumprimento. Existe o direito processual e a lei espanhola, foram violados? Não diz pois não?

Quando levanto todas aquelas questões é exactamente no sentido de chamar à atenção que a notícia é claramente tendenciosa e populista, sendo apenas mais um meio de servir a causa gay, que efectivamente os direitos daquela mãe e os interesses daquelas crianças, logo eu reservo-me a tecer comentários acerca da actuação do juíz enquanto não souber o que é verdadeiramente a matéria de facto que originou aquele acórdão. This simple.

Tenho bem presente o caso Esmeralda que a acreditar no que foi veiculado na comunicação social, aquele tribunal e a juíza cometeram um enorme erro. Depois li o acórdão e fiquei a achar que eram duas estórias diferentes, a que verdadeiramente aconteceu e aquela que foi noticiada...e até eram 3 juízes que votaram por unanimidade...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Seg 30 Jul - 17:38

Caro Reiziger

Efectivamente, depois de ler o acórdão do caso Esmeralda, vi que as coisas não eram bem como a comunicação social as tinha exposto (se é que este acórdão foi devidamente feito), já ponho dúvidas em tudo. Embora continue a concordar (apesar dos factos acima mencionados), que esta criança deve de ficar com quem a criou até agora, pois são os únicos pais que ela conheceu e que intitula e julga como tais, e que pelos vistos, têm cobrido ou superado, todas as necessidades que a criança teve até agora e não vejo razões para não o continuarem a fazer no futuro.

Agora, quando falamos em crianças que são separadas de pais biológicos só porque estes são homossexuais,independentemente de extrapolações mediáticas/jurídicas ou não que tenha havido, acho que este problema enferma logo pela base devido a uma imensa crueldade moral e homofóbica. Independentemente do estilo e da forma como foi dada a notícia pelos média, nem importa se foram sonegadas informações vitais ao processo. O que foco é somente o facto de por se ser homossexual não se ter ambiente/capacidades para se educar/criar convenientemente uma criança. O caro Pedro foca o caso de se não saber se a mãe/pai têm capacidades ou não para terem as crianças consigo,etc., etc.,mas isso é básico em qualquer situação de dúvidas/maus tratos a crianças dados pelos pais, e isso já está previsto em lei (em qualquer país), apesar de nem sempre a segurança social agir em devido tempo, não era por aí que se iria criar jurisprudência com a lei criada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e que obrigou todos os países do Conselho a aceitar esta decisão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiziger

avatar

Número de Mensagens : 148
Data de inscrição : 20/12/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Seg 30 Jul - 19:59

Caros amigos

Naturalmente este assunto é uma causa ganha, pelo menos no que me respeita não há uma oposição intolerante, mas sim uma oposição cautelosa.

O maior problema advém de a sociedade ser naturalmente conservadora, toda ela seja a portuguesa ou outra qualquer. Inclusivamente podemos dizer que a sociedade holandesa é conservadora na sua índole progressista! Acima do direito escrito está o conseutudinário: o uso e o costume e é sobre esse que todos nós somos conservadores, pois que pretendemos que as verdades de ontem sejam as de hoje e se perpetuem amanhã!

Nas questões envolvendo a homossexualidade, mais tarde ou mais cedo eu vou dar voto de vencido, na medida em que as minhas cautelas se vão assegurando. Todo este cenário é novo e complexo e não acredito que se tomem certas posições apenas para magoar ou vexar alguém, mas sim para acautelar o status quo. Não é essa pelo menos a minha intenção e acredito que os reaccionários o sejam por acharem que estão correctos.

Reparem que passaram 500 anos desde:

Dos que commettem peccado de sodomia, e com alimarias.

Toda a pessoa de qualquer qualidade que seja, que peccado de sodomia per qualquer maneira commetter, seja queimado, e feito per fogo em pó, para que nunca de seu corpo e sepultura possa haver memoria, e todos seus bens sejam confiscados para a Corôa de nossos Reinos, postoque tenha descendentes; pelo mesmo caso seus filhos e netos ficarão inhabilis e infames, assi como os daquelles que commetem crime de Lesa Magestade.

...até aos dias de hoje!!! Laughing É muita fruta e leva muito tempo a carregar!! Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Ter 31 Jul - 10:08

Reiziger escreveu:
Iz eu é que fujo, mas tu é que não respondeste à contestação que fiz! Andaste aí a falar de bêbados e homossexuais, mas a essência do problema ficou para as calendas!! Ai ai Laughing

Meu caro, fazem-se as mesmas perguntas que tu estás a lançar se estivermos a tratar de Heterossexuais?

Se Sim, então qual será a diferença...
Se Não, então porque haverá de existir essa diferença...

Reiziger escreveu:
Do que fica subentendido da notícia o juíz levou uma palmada na mão por ser demasiado opinativo e toda a notícia gira à volta disso, imputando ilegalidade e preconceito na sua aplicação da Lei. O que eu chamei à atenção é se havia ou não razão nessa imputação, pois que não é referida qualquer suspensão do acórdão por ilegalidade ou incumprimento. Existe o direito processual e a lei espanhola, foram violados? Não diz pois não?

Nesse caso, porque então se pronunciou o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e fez jurisprudência? Creio eu que SE a decisão do Juíz tivesse sido imparcial, nunca este Tribunal Europeu se teria pronunciado da forma como o fez não é?

Reiziger escreveu:
Quando levanto todas aquelas questões é exactamente no sentido de chamar à atenção que a notícia é claramente tendenciosa e populista, sendo apenas mais um meio de servir a causa gay, que efectivamente os direitos daquela mãe e os interesses daquelas crianças, logo eu reservo-me a tecer comentários acerca da actuação do juíz enquanto não souber o que é verdadeiramente a matéria de facto que originou aquele acórdão. This simple.

Tenho bem presente o caso Esmeralda que a acreditar no que foi veiculado na comunicação social, aquele tribunal e a juíza cometeram um enorme erro. Depois li o acórdão e fiquei a achar que eram duas estórias diferentes, a que verdadeiramente aconteceu e aquela que foi noticiada...e até eram 3 juízes que votaram por unanimidade...

Meu caro, não digo que a notícia não possa ser populista. Mas quando há um emitir de um parecer por parte do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos assim como a criação de Jurisprudência, tal implica que foi descoberta uma falha nos presentes sistemas legais Nacionais dos Estados Membros, que terá sido rectificada com a presente tomada de posição por parte deste Tribunal.
Eu não ligo tanto ao que os Media dizem, precisamente por saber o quanto estes são populistas e podem distorcer a realidade, mas creio que nem os mesmos poderiam inventar a aparente decisão do frisado Tribunal.

Um abraço,

IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
IzNoGuud
Admin
avatar

Número de Mensagens : 418
Localização : Algarve
Data de inscrição : 05/07/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Ter 31 Jul - 10:19

Reiziger escreveu:
Caros amigos

Naturalmente este assunto é uma causa ganha, pelo menos no que me respeita não há uma oposição intolerante, mas sim uma oposição cautelosa.

O maior problema advém de a sociedade ser naturalmente conservadora, toda ela seja a portuguesa ou outra qualquer. Inclusivamente podemos dizer que a sociedade holandesa é conservadora na sua índole progressista! Acima do direito escrito está o conseutudinário: o uso e o costume e é sobre esse que todos nós somos conservadores, pois que pretendemos que as verdades de ontem sejam as de hoje e se perpetuem amanhã!...

Meu caro, é lógico que todas as sociedades são conservadoras q.b., mas que igualmente quando estas chegam a determinados pontos de ruptura ou mudam as suas formas de ser ou vão abaixo.

O meu amigo frisa que ainda há 500 anos os Homossexuais eram queimados, pois bem há 2000 eram considerados pessoas normais, por isso a tradição já não é o que era Wink
Nem eu gosto de me prender com "tradições", sejam estas consuetudinárias ou não.
Devemos manter o que é correcto hoje. E não o que foi correcto ontem, apenas porque o foi ontem. A Sociedade evolui, para um bom ou mau percurso... e não nos cabe a nós julgar o mesmo, mas somente procurar trazer a melhor estabilidade possível.

Reiziger escreveu:
Nas questões envolvendo a homossexualidade, mais tarde ou mais cedo eu vou dar voto de vencido, na medida em que as minhas cautelas se vão assegurando. Todo este cenário é novo e complexo e não acredito que se tomem certas posições apenas para magoar ou vexar alguém, mas sim para acautelar o status quo. Não é essa pelo menos a minha intenção e acredito que os reaccionários o sejam por acharem que estão correctos.

Meu caro, é de louvar a tua actitude de abertura, num bom sentido, quanto às posições que não a tua.
Como bem sabes, não é do interesse de ninguém aqui, pelo menos do meu ou do da Beladona segundo creio, o de alterar aquilo em que tu acreditas.
Mas sim o de demonstrar que se somos todos iguais, então todos deveremos ter os mesmos direitos.
Tal é o caminho desejado pela Sociedade dos nossos dias.

É lógico que a mesma não muda do dia para a noite, mas tal como tu disseste, esta vai evoluindo e se não formos nós a dar o exemplo e a lutar por isso, de aqui a 100 anos, ainda os homossexuais serão vistos como "mariconços" ou outra coisa qualquer, ou as mulheres poderiam ainda não ter os mesmos direitos que os homens hoje têm se não tivessem lutado e morrido por isso.

Eu acredito num "Imagine" de John Lennon... isso sim seria uma Sociedade ideal Wink

Um abraço,

IzNoGuud

_________________
Não ligues ao que os outros dizem. Escuta-os, analiza e reformula o teu próprio pensar.

Que seja essa a tua força.

Cogito Ergo Sum, I Tego Arcana Dei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://politica-monarquica.naturalforum.net
Beladona

avatar

Número de Mensagens : 506
Localização : Algarve
Data de inscrição : 25/09/2006

MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   Qua 1 Ago - 12:18

Mesmo à luz da sociedade actual, tudo o que saia do que se subentenda de "normal", é olhado com desconfiança, ou mesmo, é mal visto.

Mas também acho que tem de partir de todos os que compõem essa mesma sociedade, uma maior compreensão e abertura para toda a "novidade", com que nos temos de enfrentar no seguimento das nossas vidas...

As evoluções das diversas situações aqui apresentadas e outras, como a maior liberdade e emancipação das mulheres, têm tido um tratamento diferente ao longo dos tempos quanto à sua aceitação por parte da sociedade, tem também sido diferente quanto ao tempo de aceitação das mesmas. O que para mim quer dizer que certos preconceitos culturais e educacionais têm muita força, mesmo nas classes mais cultas e supostamente mais evoluídas,refiro-me é claro na aceitação do que está subjacente a este tópico, ou seja a homossexualidade e tudo o que lhe é envolvente etc.,etc. Pois segundo parece, está agora e cada vez mais a emergir da estagnação a que a têm votado.

E como já anteriormente disse, as crianças, que são o melhor do mundo, são muito práticas e simples, só querem ser amadas e respeitadas independentemente de quem o faça.

Como diz a Igreja Católica: Somos todos irmãos, pois somos filhos de Deus e como tal, deveríamos de ser vistos todos sob a mesma luz ou visão e, por isso mesmo, deveríamos de ter os mesmos direitos e deveres em igualdade de circunstâncias. Todos deveríamos de estar abertos a isso, apesar de todas as nossas diferenças. Chamo a isso amar e respeitar o próximo, como gostaríamos que nos fizessem a nós mesmos...

PS.:Não se admirem por evocar a Religião Católica, ainda não me converti, mas acho que se todos seguíssemos os 10 Mandamentos o mundo seria um pouco melhor.

Por acaso para mim o "IMAGINE" de John Lennon, é também um hino a um mundo ideal que para muitos pode ser utópico, mas para mim não é, só é preciso ter esperança.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Superior Interesse da Criança   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Superior Interesse da Criança
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Dia da Criança 2011] Fotos dos miminhos das nossas crianças =)!
» [Dia da Criança 2009] Questionário do Dia da Criança
» Técnicas para crianças cacheadas
» [Dia da Criança 2009] Albúm das Prendinhas Dia da Criança
» Criança causa polêmica ao afirmar ter ido ao céu, falado com Jesus e João Batista e visto Deus: "No céu todos são jovens"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Porque a Monarquia também é Política :: Visões Políticas :: Porque a Monarquia também é Política-
Ir para: